agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Blogs Murilo Reis Professor, mestre em Estudos Literários pela Unesp e autor do livro de contos "Identidades secretas"
FALE COM O COLUNISTA:

Narrativas secretas

"[...] toda fotografia esconde uma narrativa, por isso, é necessário olhá-la mais do que os três segundos que comportam a visualização e o toque no botão virtual em forma de coração."
Postado em: 19/09/2018 às 08:58
Autor: Murilo Reis
Narrativas secretas
"Glasgow", por Raymond Depardon.

Concordo com Wim Wenders: vivemos numa época saturada de imagens - o diretor alemão diz isso no documentário "Janela da alma" , de João Jardim e Walter Carvalho. Vejo uma das consequências dessa realidade na sala de aula. Com a melhor caligrafia possível, espalho na lousa a matéria do dia (técnica arcaica, mas, talvez, ainda eficaz). Poucos copiam. A maioria prefere fotografar o conteúdo com o celular.

A velocidade com que as imagens se apresentam à nossa vista fez com que perdêssemos a capacidade de observação. Com relação a tal rapidez, no livro "Sobre a tirania: vinte lições do século XX para o presente" , Timothy Snyder elabora uma metáfora interessante. Segundo ele, a transmissão de quadro a quadro acontece com tanta velocidade e tamanha urgência que é como se fôssemos atingidos por uma onda atrás da outra, sem conseguir ver o oceano.

Talvez isso explique uma geração insensível ao que acontece à sua volta. Para eles, sujeitos como Carlos Drummond de Andrade são imbecis. Se meu iPhone é de última geração, que relevância tem a contemplação de acontecimentos do cotidiano?

O que vou dizer agora talvez choque o pessoal que usa o Instagram somente para fazer fotos na frente do espelho: toda fotografia esconde uma narrativa, por isso, é necessário olhá-la mais do que os três segundos que comportam a visualização e o toque no botão virtual em forma de coração.

Há alguns meses, descobri o trabalho do fotógrafo Raymond Depardon. Uma de suas fotos, pertencente à serie intitulada "Glasgow" , chamou tanto minha atenção que acabou virando tema do meu perfil no Facebook. Pelo menos uma vez por semana vou até ela. Não sei se conseguirei, mas vou tentar explicar o motivo de minha fissura.

Ali, vemos três habitantes da cidade escocesa que dá nome à exposição: uma senhora e dois senhores. Estão sentados no chão, em meio a certa sujeira, encostados num muro. O cenário é cinzento, paleta de cores bonita e fria, algo parecido com o visual sombrio do filme "A bruxa".

Um dos homens tenta tomar a garrafa que está na mão da mulher. Ela, por sua vez, olha para a câmera. O sujeito posicionado entre os dois esconde o rosto nas mãos. Não sabemos se ri, se chora ou se não quer ter a face capturada pelo dispositivo.

Relativamente bem vestidos, não parecem moradores de rua. Talvez sejam pessoas que, mais uma vez, não resistiram à tentação e acabaram sucumbindo ao alcoolismo. Perderam o último resquício de otimismo, como aquele personagem tchekoviano que ganha um milhão no cassino, vai para casa e se suicida.

Porém, como eles próprios devem saber, poucos se interessarão por suas histórias. Numa época em que as aparências filtradas pelo Instagram é que importam, só mesmo imbecis como Drummond e Depardon dariam ouvidos às suas narrativas secretas.

Relacionadas

Murilo Reis
Cinéfilos contra a Sessão da Tarde
17/12/2018 às 16:03
Murilo Reis
O inimigo que não virá
06/12/2018 às 16:46
Murilo Reis
Apenas uma pergunta
26/11/2018 às 09:42

Blogs e colunas

Luís Antonio
Luís Antonio
Meninos sem pátria
04/10/2018
Maria Isabel  Escarmin
Maria Isabel Escarmin
Uma nota sobre a solidão
02/10/2017
Guilherme  Quintão
Guilherme Quintão
O terceiro turno de Bolsonaro
30/10/2018
Matheus  Santos
Matheus Santos
O reforço de PSDB e PT à Bolsonaro
29/10/2018
Cristiane Tarcinalli  Moretto Raquieli
Cristiane Tarcinalli Moretto Raquieli
Apoiar, acolher e integrar
18/07/2017
Adalberto Cunha
Adalberto Cunha
O uso do plástico na sociedade atual
22/12/2017
Vaine Luiz Barreira
Vaine Luiz Barreira
Meltdown e Spectre
08/01/2018
Rodrigo Viana
Rodrigo Viana
Povo de Deus
11/12/2018