agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Blogs Naiara Oliveira Mariotto - Psicóloga Clínica e Terapeuta Cognitivo Comportamental com especialidade em Relacionamentos; Palestrante; Co-Autora do livro digital "Mulheres 100 Tabu: Desvendando a Autoestima feminina"
FALE COM O COLUNISTA:

Você tem o hábito de deixar tudo para depois?

"Infelizmente o “empurrar com a barriga”, ”deixar para depois", ou o "depois eu faço" está mais comum do que se possa imaginar!"
Postado em: 12/06/2017 às 11:14
Autor: Naiara Oliveira Mariotto
Você tem o hábito de deixar tudo para depois?

Olá! Tudo bem?

Com a correria que todos andam ultimamente, com certeza você já deve ter escutado e até colocado em prática a palavra PROCRASTINAÇÃO! Infelizmente o “empurrar com a barriga”, ”deixar para depois", ou o "depois eu faço" está mais comum do que se possa imaginar!

A procrastinação faz você se autosabotar para conseguir justificar o fato de não fazer algo naquele exato momento. Você apenas procrastina o que considera não prazeroso ou aquilo que irá necessitar de um pouco mais de seu tempo ou atenção. No momento ela traz um alívio e conforto imediato, mas suas conseqüências não são nada confortáveis! Sensação de culpa, medo de não conseguir realizar todos os afazeres no tempo desejado, correria, estresse e até a falta de auto estima são apenas algumas das conseqüências que esse “simples” ato lhe proporciona.

O ato de “deixar para amanhã” o que poderia fazer hoje nasce de uma falta de autodisciplina e se intensifica com um ciclo vicioso.

Não esperar o ânimo surgir para começar a fazer algo, é o primeiro passo! Pois como estamos falando de algo que não é prazeroso para você, muito provavelmente o ânimo não irá aparecer!

Faça um plano: - Quando você vai começar?

                          - Por onde você vai começar?

Divida a tarefa em pequenas etapas de 15 à 20 minutos e vá em frente.

Identifique os pensamentos negativos que te vem à mente e substitua-os por pensamentos positivos. Por exemplo, em vez de: “Que saco! Não estou com a menor vontade de fazer isso!”, pense e fale: “Vou fazer isso só durante 15 minutos, paro para descansar e depois retomo por mais 15 minutos. Hoje estou me sentindo com mais energia!”

Logo após realizar a tarefa, reconheça o seu esforço e se parabenize mentalmente. Isso poderá ser um grande fator motivacional para exercitar o seu ato de não mais procrastinar, e diminuir, ou até sanar o sofrimento que o famoso “deixar para depois” lhe proporciona.

Mãos a obra, e até a próxima!

Relacionadas

Naiara Oliveira Mariotto
Não consigo parar de comer!
31/07/2017 às 07:47
Naiara Oliveira Mariotto
O que é e como lidar com o estresse
10/07/2017 às 08:18

Blogs e colunas