agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Cultura
FALE COM A REDAÇÃO:

Território da Arte de Araraquara divulga obras selecionadas

"O território da arte - das trincheiras não se avistam horizontes" é o tema dessa 15ª edição
Postado em: 22/05/2018 às 16:58
Autor: Redação
Território da Arte de Araraquara divulga obras selecionadas

A organização do Território da Arte de Araraquara – projeto de Artes Visuais realizado pela Secretaria Municipal da Cultura e Fundart – divulgou os projetos selecionados para integrarem a mostra "Horizonte 2 – Além das Trincheiras".

Este ano, em sua 15ª edição, o Território da Arte de Araraquara apresenta como tema: "O território da arte – das trincheiras não se avistam horizontes", com a curadoria de Djaine Damiati. Foram 29 trabalhos inscritos, sendo 10 destes contemplados.

A lista dos contemplados é a seguinte: "Rosa Laranja", de Marcus Braga; "Desviante", de Marko Dallabrida; "Palavra de Rua", de Alex Lima e Eder Santos; "Guerreiras do dia a dia", de Luís Henrique Sniffo; "O Caçador de Sonhos", de Jota Aracê; "Outro", de Murilo Rangel e Padu Ceconello; "Estação Araraquara", de Rogério Rauber; "Nadação", de Leda Braga; "Empilhamento-Bancos-Paisagem", de Sílvia Ruiz; e "Transcreen", de Tânia Camargo e Daniel Dekwilde.

Os critérios utilizados para a seleção das obras levaram em consideração: qualidade artística, adequação ao tema proposto, originalidade, compatibilidade com as condições técnicas e espaciais disponíveis, estar em diálogo com a proposta conceitual da mostra, e fazer parte do escopo das Artes Visuais em sua amplitude conceitual. Cada obra ou projeto selecionado recebe uma ajuda de custa no valor de R$ 2.000,00.

A banca selecionadora dos projetos inscritos foi formada por: Livia Dotto Martucci (arte-educadora de São Carlos), Carlos Henrique Fonseca (pesquisador, artista e arte-educador de Araraquara) e Nilton Campos (Diretor do Museu de Arte de Ribeirão Preto), tendo a organização de Rita Michelutti.

Vale destacar que, nesta edição, o Território da Arte de Araraquara se organiza em três diferentes frentes, chamadas de "Horizontes", da seguinte forma:

"Horizonte 1: Percursos Territoriais". Uma mostra coletiva que procura construir um diálogo a partir dos diferentes percursos realizados por artistas de Araraquara, com consolidada pesquisa artístico-conceitual. Os artistas convidados são: Sueli Ferrer, Lauro Monteiro, Carlos Rezende e Euzânia Andrade.

Já em "Horizonte 2: Além das Trincheiras" serão apresentadas as obras selecionadas por meio do edital, expostas em diversos espaços da cidade. A proposta é uma mostra bastante diversificada de trabalhos de diferentes modalidades e formatos, construída a partir de uma provocação aos artistas com diferentes referenciais e formações, acerca da existência de um suposto território da arte e sua natureza.

Por fim, em "Horizonte 3: Horizontes Desdobrados" será promovida uma ocupação da Casa da Cultura Luís Antonio Martinez Corrêa com trabalhos e registros de trabalhos já realizados que, de alguma forma, procuraram amplificar o horizonte visualizável num dado contexto social, cultural ou político. Serão convidados artistas que desenvolvem ou desenvolveram projetos no sentido de buscar novos horizontes para aquilo que se entendia como território da arte num dado momento. Esta mostra será complementada por palestras, workshops e outras atividades formativas.

A abertura do XV Território da Arte de Araraquara será realizada no dia 30 de maio, na Biblioteca Municipal Mário de Andrade, às 19h30, com uma mesa redonda ministrada por Nilton Campos, diretor do MARP – Museu de Arte de Ribeirão Preto.