agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Cultura
FALE COM A REDAÇÃO:

Sesc São Carlos apresenta o espetáculo de dança “Os Corvos”

Espetáculo é gratuito e ingressos poderão ser retirados com 1h de antecedência
Postado em: 26/06/2018 às 13:43
Autor: Redação
Sesc São Carlos apresenta o espetáculo de dança “Os Corvos”

Nesta quinta-feira (28), ás 20h, o Sesc São Carlos apresenta o espetáculo de dança “Os Corvos”, no teatro da unidade. Luis Arrieta e Luis Ferron levam para cena uma questão latente, a morte, refletindo sobre o presente sem passado ou futuro - o presente como sentido vital e a morte como certeza final.

"Reza a lenda que os Corvos são mensageiros da morte. Quando me deparei com ela, pensar a morte deixou de ter o pesar pregado pela cultura ocidental e as suas crenças. Ao contrário, pensá-la me levou ao encontro da vida. Talvez os Corvos não sejam os mensageiros da morte, mas da vida."

LUIS FERRON

Artista da dança cênica paulistana desde 1983, mantém sua linha de pesquisa focada em abordagens e técnicas direcionadas para as singularidades culturais e corporais como mote para as suas criações. Sua carreira tem sido marcada pela experiência com diversos professores e variações técnicas voltadas para a criação cênica, como também por parcerias ocorridas com outros artistas ao longo da sua trajetória. Dançou com Joyce & Lennie Dale Cia. de Dança (Direcão JOYCE KERMAN e LENNIE DALE), Cia. Jazz Brazil (MAISA TEMPESTA), Grupo Raça (ROSELY RODRIGUES), Cia. Terceira Dança (GISELA ROCHA), Núcleo Nova Dança de Improvisação, atual Cia. 4 (CRISTIANE PAOLI QUITO e TICA LEMOS), Núcleo Nova Dança de Composição (ADRIANA GRECHI), Núcleo Omstrab (FERNANDO LEE), entre outros. Atualmente, além de parcerias com outros artistas, é diretor do Núcleo Luis Ferron, que se define como uma plataforma para as suas criações.

LUIS ARRIETA

Natural de Buenos Aires, Argentina, inicia seus estudos de dança na Escuela del Ballet Contemporáneo de la Ciudad de Buenos Aires, e de cenografia na Universidad de El Salvador, em 1972. Em mais de 150 criações coreográficas, tem trabalhado com temas e gêneros musicais variados, junto a diversas companhias internacionais e as mais importantes do Brasil. Dançou com as companhias: Ballet de Joaquín Pérez Fernández (Buenos Aires), Escuela del Ballet Contemporâneo de la Ciudad de Buenos Aires, Ballet Stagium (São Paulo), Balé da Cidade de São Paulo, Associação de Ballet do Rio de Janeiro, Hessiches Sttadtheater (Wiesbaden/Alemanha), e como solista convidado em vários eventos no Brasil e no exterior.