agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Cultura
FALE COM A REDAÇÃO:

Varal Poético leva arte de reeducandos

Exposição idealizada pela escritora Darcy Dantas segue aberta ao público até o dia 15 de agosto
Postado em: 07/08/2018 às 16:55
Autor: Redação
Varal Poético leva arte de reeducandos

Integrar a sociedade e os reeducandos do Centro de Ressocialização (CR) Masculino de Araraquara por meio da poesia. Essa é a proposta do Varal Poético, uma iniciativa idealizada pela escritora Darcy Dantas, em colaboração com a jornalista Célia Pires e o CR, em mostra na Câmara Municipal de Araraquara. A exposição é, ao mesmo tempo, uma oportunidade de expor os trabalhos dos reeducandos e um presente para a cidade nas comemorações pelos seus 201 anos.

“Faço um trabalho de leitura e literatura no CR há algum tempo; temos até livros escritos por eles. É algo que me emociona e que levo para a minha vida”, conta Darcy. “Há coisas lindíssimas escritas aqui. Para eles, é um grande incentivo. E, como acredito muito no renovar do ser humano, fico muito contente.”

O diretor do CR, Carlos Eduardo Serraglio, conhecido como Tuca, também acredita no poder transformador do projeto. “Foi um momento muito especial para eles, porque saíram da mesmice. A oportunidade de ler livros e escrever poemas utilizando a própria criatividade fez com que eles se descobrissem, porque não acreditavam que tivessem capacidade. Mexeu com o íntimo e a mente deles, e isso é importantíssimo”, declara.

Para a jornalista Célia Pires, colaboradora do projeto, “o varal representa o tempo bom e o tempo ruim. Se está bom, vamos deixar a roupa lá; se está ruim, vamos recolher. Para eles, representa a esperança de roupas melhores e de poder desfilar pelo mundo, pela sociedade, com uma nova roupagem, com o perdão. Cada um escreveu aquilo que tocou mais o seu coração: um salmo, um pedaço da vida, um retalho, um casaco... Cada poesia representa um pouco daquilo que eles vivem”.

As 35 poesias escritas pelos reeducandos estão dispostas em vários varais no saguão da Câmara Municipal e são abertas a visitação de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h. As palavras que falam de dor, saudade, família, humor, amor, fé e, principalmente, esperança ficarão expostas até o dia 15 de agosto.