agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Cultura
FALE COM A REDAÇÃO:

Ignácio de Loyola Brandão é eleito para a ABL

Escritor araraquarense foi escolhido por unanimidade e se torna o novo “imortal” da cadeira 11
Postado em: 14/03/2019 às 18:19
Autor: Redação
Ignácio de Loyola Brandão é eleito para a ABL

A cultura de Araraquara está em festa. O escritor e jornalista Ignácio de Loyola Brandão, nascido na Morada do Sol em 1936, foi eleito nesta quinta-feira (14), por unanimidade, para a cadeira 11 da Academia Brasileira de Letras (ABL). Ele preenche a vaga que era do jurista e sociólogo Hélio Jaguaribe, que morreu em setembro do ano passado.

O araraquarense já lançou mais de 40 livros ao longo da carreira entre romances, coletâneas de contos e de crônicas e literatura infantil. Ignácio recebeu o voto de 31 dos colegas e foi escolha inânime, mesmo tendo outros concorrentes à vaga. Assim, ele se tornou o novo “imortal” da ABL.

 

Ignácio de Loyola Brandão começou a carreira como jornalista, ainda na juventude, escrevendo para o jornal O Imparcial, de Araraquara. Quando tinha 21 anos, mudou-se para São Paulo. Trabalhou no jornal "Última Hora" e passou pela redação de diversas revistas, como "Claudia", "Realidade" e "Vogue".

Em 2016, Loyola ganhou o Prêmio Machado de Assis de 2016, entregue pela própria ABL, pelo conjunto da obra. Entre as obras do escritor, estão "Não verás país nenhum",  "O mel de Ocara" e “Zero”, seu romance mais célebre, lançado primeiramente na Itália depois de ter sido proibido pelo regime militar brasileiro. Lançada anos depois no Brasil, a obra se tornou um clássico da literatura nacional.