agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Esporte
FALE COM A REDAÇÃO:

Araraquarense vence luta nos Estados Unidos

Lívia Renata Souza dedica vitória ao pai, falecido há 20 dias
Postado em: 01/09/2017 às 02:25
Autor: Carlos André de Souza
Araraquarense vence luta nos Estados Unidos
“Hoje ergueram minha mão para eu tocar a sua no céu. Te amo, pai”, disse Lívia. Foto: Reprodução/Canal Combate

A lutadora araraquarense Lívia Renata Souza voltou a fazer bonito na maior competição de MMA feminino do mundo nos Estados Unidos. Em sua quarta luta válida pelo Invicta FC, a atleta da Team Máximo venceu a também brasileira Janaisa Morandin por decisão unânime da arbitragem, após três rounds muito equilibrados. O combate peso-palha (até 52Kg) compôs o card da 25ª edição do evento, realizada na madrugada de quinta para sexta-feira no Tachi Palace Hotel e Cassino, em Leemore, Califórnia.

Enquanto a catarinense explorava sua qualidade no boxe, a araraquarense conduziu por várias vezes a luta para o chão, onde leva maior vantagem no jiu-jitsu. No final dos três rounds, os árbitros definiram a vitória de Lívia pela pontuação de 30-27, 29-28 e 29-28. Os comentaristas do Canal Combate, que transmitiram o evento, definiram a luta como a melhor da noite.

Lívia possui agora um cartel de 12 lutas, com 11 vitórias e apenas uma derrota, sendo sete por finalização, duas por nocaute e duas por decisão dos árbitros. A araraquarense foi campeã peso-palha do Invicta em 2015, quando superou a finlandesa Katja Kankaanpaa por finalização. Em sua primeira defesa de cinturão, Lívia bateu DeAnna Bennett, mas na luta seguinte foi superada por Angela Hill por decisão da arbitragem e sofreu sua única derrota na carreira. Em seu penúltimo desafio, a araraquarense nocauteou em pouco mais de um minuto de luta a ex-campeã do peso-átomo (até 48kg), a japonesa Ayaka Hamasaki.

Após a vitória, a araraquarense de 26 anos aguarda uma definição sobre seu futuro, já que seu contrato com o Invicta FC previa quatro lutas. Resta saber se ela terá a chance de recuperar o cinturão de sua categoria ou quem sabe até mesmo receber um convite do UFC.
 
Momento de emoção

O momento de maior emoção da noite também foi protagonizado por Lívia. Assim como prometido, a atleta homenageou seu pai após a vitória. Aparecido Luiz de Oliveira Souza faleceu em um acidente na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-255) no último dia 12 de agosto, 20 dias antes de sua luta.

“Hoje ergueram minha mão para eu tocar a sua no céu. Te amo, pai”, disse Lívia, emocionada, em seu discurso da vitória, o que tirou aplausos de toda a plateia presente no local.