agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Esporte
FALE COM A REDAÇÃO:

Iranduba aposta em afeanas na Libertadores

Equipe disputará a competição em casa, já que Manaus foi escolhida como sede do torneio
Postado em: 07/11/2018 às 01:09
Autor: Carlos André de Souza
Iranduba aposta em afeanas na Libertadores
Ludmila, Raquel e Barrinha disputarão a Libertadores 2018 pelo Iranduba. Foto: Jonatan Dutra/AFE

Campeã da Taça Libertadores da América de Futebol Feminino em 2014 na Colômbia, a Ferroviária está fora da edição 2018, mas terá suas representantes na competição continental. Isso porque o Iranduba do Amazonas acertou o empréstimo de três atletas afeanas para a disputa que acontecerá a partir do dia 18 de novembro em Manaus-AM.

Os nomes que reforçam a equipe são a lateral Ana Barrinha, que foi campeã com a Ferroviária em 2014, a atacante Ludmila e a atacante Raquel, que é acostumada a marcar presença nas convocações da Seleção Brasileira.

Além delas, o Iranduba apresentou também a lateral Camilinha, que já defendeu a Ferroviária em 2015 e 2016 e que atualmente jogava pelo Orlando Pride ao lado de Marta, a meia Andressinha, que foi contratada pela Ferroviária em 2016, mas não chegou a atuar com a camisa grená, além da lateral Bruna Natielli e a zagueira Antônia, ambas do Audax.

A Libertadores Feminina 2018 contará com três times brasileiros na disputa: o Santos (campeão brasileiro de 2017), o Audax (campeão da Libertadores de 2017) e o Iranduba (representante de Manaus, sede do torneio). Além deles, integram a disputa o UAI Urquiza (campeão argentino), Deportivo ITA (campeão boliviano), Colo-Colo (campeão chileno), Atlético Huila (campeão colombiano), Unión Española (campeão equatoriano), Cerro Porteño (campeão paraguaio), Sport Girls (campeão peruano), Peñarol (campeão uruguaio) e Flor de Patria (campeão venezuelano).