agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Esporte
FALE COM A REDAÇÃO:

Ferroviária e Santos: Confira o retrospecto

Equipes se enfrentarão pela 73ª vez em jogos oficiais
Postado em: 10/02/2018 às 01:03
Autor: Carlos André de Souza
Ferroviária e Santos: Confira o retrospecto
Ferroviária de Baxani e Santos de Pelé fizeram duelos memoráveis. Foto: Museu do Futebol e Esportes de Araraquara

Ferroviária e Santos se enfrentarão neste sábado, 10 de fevereiro, às 16h30 no Estádio da Fonte Luminosa, pela sexta rodada do Paulistão 2018.

Segundo pesquisa do historiador e escritor Vicente Henrique Baroffaldi, as equipes já se enfrentaram 72 vezes em jogos oficiais, onde o Alvinegro Praiano leva vantagem com 39 vitórias, contra 15 da Ferroviária e 18 empates. A Ferroviária marcou 74 gols nesses jogos, enquanto o Santos estufou a rede 134 vezes.

O retrospecto não conta com os jogos da Locomotiva contra a equipe B do Santos, como aquele que ocorreu na fase de mata-mata da Copa Paulista do ano passado. Nesses confrontos, as equipes se enfrentaram cinco vezes, com cinco vitórias afeanas, com 14 gols da Locomotiva e quatro do Peixe.

A primeira partida entre os dois times aconteceu no dia 7 de setembro de 1954 em Araraquara, em amistoso vencido pelo Santos por 5 a 2. A última partida aconteceu no dia 18 de fevereiro de 2017 na Vila Belmiro pelo Paulistão e a Ferroviária levou a melhor por 1 a 0, com gol do zagueiro Leandro Amaro, em partida que marcou a estreia do técnico PC de Oliveira.


Uma história marcante

Ferroviária e Santos protagonizaram confrontos memoráveis ao longo da história, principalmente nos tempos áureos do futebol, quando o Peixe encantava o mundo com Pelé e companhia, enquanto a Locomotiva batia de frente com um esquadrão liderado por Bazani. O bom futebol apresentado pela equipe grená lhe rendeu o apelido de 'Santos do Interior'. Apesar do costumeiro brilho de suas apresentações, Pelé não conseguiu evitar que o Santos tivesse um desempenho desfavorável nos desafios em Araraquara. Foram quatro vitórias, contra sete da Ferroviária, além de dois empates. Dos 22 gols santistas, o rei anotou nove. A Locomotiva fez 25. Bazani é o artilheiro afeano no confronto com 6 gols. De todos os times interioranos, proporcionalmente ao número de jogos, a Ferroviária é a equipe que mais vezes venceu o Santos com Pelé em campo, atuando em seus domínios. Dos sete triunfos da Locomotiva, houve três goleadas na Fonte Luminosa: 4 a 0, em 1960; e 4 a 1, em 1963 e 1971.

Em um período em que vencer o Santos era uma proeza, a Ferroviária conseguiu emplacar uma trinca no adversário, jogando perante a sua torcida. Em 1969, a AFE venceu por 2 a 1, de virada. Já em 1970, logo após a conquista do Tricampeonato Mundial, o time da baixada aportou em Araraquara com os campeões mundiais Pelé, Carlos Alberto Torres, Clodoaldo e Pepe e foi superado pela Locomotiva, que venceu por 1 a 0. No ano seguinte, o adversário foi batido inapelavelmente por 4 a 1.

Curiosamente, em 1960, a Ferrinha goleou o alvinegro praiano por 4 a 0 na Morada do Sol em um dia histórico para a cidade. Foi em 4 de setembro, mesmo dia e horário em que Jean Paul Sartre, filósofo francês existencialista, proferiu a famosa a palestra na Faculdade de Filosofia de Araraquara. No segundo turno, a Ferroviária novamente não tomou conhecimento e suplantou inapelavelmente o Santos por 5 a 0, na Vila Belmiro.


Jogadores que vestiram as duas camisas

Entre os jogadores que defenderam os dois times estão os goleiros Rosan e Nilton; os zagueiros Ronaldo Marconato e Brandão; os laterais Marquinhos Capixaba e Ismael; os meias Rodrigo Tabata, Cardim e Fernando Fumagalli; os ponteiros Serginho Dourado, Peixinho, Bozó e Márcio Fernandes e os centroavantes Paulo Bim, Mazinho, Juari, Rubens Feijão, Zé Love e Rildo.

Foi na Ferroviária que o lateral-direito Ismael ganhou projeção. Destaque do time nas temporadas de 1960/1961/1962, foi contratado pelo Santos, onde conquistou o Bicampeonato Mundial Interclubes, em 1963. Já o ponta-direita Peixinho deixou o São Paulo para atuar na AFE. Destaque do time nos anos de 1961/1962/1963, rumou para o Santos, onde jogou em alto nível e conquistou o Torneio Rio São Paulo de 1964.

 

Relacionadas

Carlos André de Souza
Sub-20 da AFE joga em casa nesta sexta
17/08/2018 às 01:31

Notícias

Carlos André de Souza
Sub-20 da AFE joga em casa nesta sexta
17/08/2018 às 01:31