Ferroviária completa 65 anos de história

Presente para a o torcedor pode vir no próximo sábado com o retorno à elite do futebol paulista

Compartilhe

Ferroviária: 65 anos de glórias, alegrias e tristezas
Imagem: Tetê Viviani

O último domingo foi um dia grená. Um dia após conquistar uma grande vitória contra o Novorizontino, com mais de 10 mil pessoas na Arena da Fonte Luminosa, a Ferroviária completou mais um ano de existência. São 65 anos de histórias, alegrias e glórias.

Uma linda história que teve início em 1950, com Adhemar Pereira de Barros. Cinco anos após a sua fundação, o clube já figurava na primeira divisão do Estado. Caiu em 1965, mas regressou em 1966. Daí pra frente foram 40 anos na elite. E dentro de todos esses anos, alguns títulos consideráveis. Tricampeã do interior, troféu dos invictos e uma disputa honrosa na Série A do Brasileiro, mais conhecido como Taça de Ouro na época, em 1983, onde derrubou e bateu de frente com os times grandes do Brasil, tornando-se a sensação do torneio.

Em todos esses anos, alguns ídolos que serão eternamente lembrados pelo desempenho com o manto grená como Bazzani, Douglas Onça, Pio, Fogueira, Sergio Bergantin, Dudu, Wilson Carrasco, e muitos outros. Ídolos que botavam medo no adversário e, principalmente, no Santos de Pelé. É até hoje conhecida como a “Academia do Interior”, pelo fato do time ser comparado, justamente, com o alvinegro praiano.

A Locomotiva completa 65 anos neste domingo feliz para a torcida afeana. O presente para a o torcedor pode vir na semana que vem, com uma vitória e a volta para a primeira divisão garantida. Parabéns, Ferroviária pelos 65 anos de história. E Parabéns torcedor afeano, por nunca abandonar essa agremiação e apoiar o time em todos os lugares do Brasil. (Texto: Jonatan Dutra/Assessoria de Imprensa da Ferroviária)