Guerreiras Grenás empatam primeiro no jogo da final da Copa do Brasil

Partida realizada nesta quarta-feira na Arena Fonte Luminosa terminou com o placar de 3 a 3

Compartilhe

Fonte Luminsoa recebeu jogo tenso nesta quarta-feira
Imagem: Tetê Viviani

Na noite desta quarta-feira, a Ferroviária/Fundesport empatou por 3 a 3 com o Kindermann (SC) na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, pelo jogo de ida da final da Copa do Brasil de Futebol Feminino 2015.

Os gols afeanos foram marcados por Paty, Daiane e Rafaela, enquanto os gols do time catarinense foram anotados por Byanca, Djeni e Patrícia.
Agora, o time araraquarense precisará vencer o adversário por qualquer placar no jogo de volta, marcado para a próxima quarta-feira, dia 8, às 16 horas, na cidade de Caçador (SC). Um empate por um ou dois gols dá o título ao adversário, enquanto um novo empate por 3 a 3 resultará em decisão por pênaltis.

Primeiro tempo complicado

A Ferroviária/Fundesport entrou em campo desfalcada da artilheira Adriane Nenê, e para complicar ainda mais, perdeu logo nos primeiros minutos a atacante Paula, que sofreu uma entorse no joelho e deu lugar a Nayarah.
Mas a situação ficou ainda mais difícil aos 4 minutos, quando o Kindermann abriu o placar. Djeni fez ótimo lançamento para Byanca, que dominou e bateu da entrada da área para estufar a rede.
O gol parecia ter abalado o time araraquarense, que demorou para se encontrar no jogo. Mesmo assim, as donas da casa tocavam a bola, enquanto o time visitante explorava os contra-ataques.
O empate afeano aconteceu aos 35, quando Daiane fez o cruzamento da direita e, sozinha, Paty cabeceou no contrapé de Rubi para empatar a partida: 1 a 1!
A equipe da casa pressionou e perdeu a chance de virar em uma boa oportunidade perdida por Paty, que bateu por cima do gol.

Segundo tempo

As duas equipes voltaram do intervalo sem alterações e as donas da casa pareciam mais determinadas em buscar a vitória. Mas em um contra-ataque da equipe visitante aos 12 minutos, o árbitro assinalou um pênalti de Mimi em Byanca, em marcação que causou indignação da torcida araraquarense. Djeni cobrou com tranquilidade, deslocou Thaís e recolocou o Kindermann na frente: 2 a 1.

A Ferroviária passou a perder gols incríveis.  Em um dos lances de perigo, o árbitro deixou de marcar um pênalti em Erikinha, causando revolta na torcida. Na sequência, em cobrança de falta, Camila cruzou, Paty escorou e Mimi cabeceou no travessão. Ela ficou com o rebote, mas não conseguiu empurrar para o gol.

A Ferroviária voltou a empatar aos 35, em uma cobrança de falta perfeita de Daiane, que acertou o canto esquerdo da goleira: 2 a 2!

A torcida mal teve tempo de comemorar, já que dois minutos depois, o Kindermann voltou a passar à frente no marcador. Após a cobrança de escanteio, Patrícia conseguiu tocar de cabeça, no contra-pé da goleira Thaís: 3 a 2.

O time araraquarense partiu com tudo para o ataque, mas foi em um chute de longe que conseguiu chegar à igualdade. Rafaela Mineira acertou uma bomba do meio da rua e estufou as redes de Rubi: 3 a 3!


FICHA TÉCNICA

FERROVIÁRIA/FUNDESPORT 3 x 3 KINDERMANN (SC)
Local
: Arena Fonte Luminosa, Araraquara
Data/Horário: 1º de abril de 2015, às 19 horas
Arbitragem: José Cláudio Rocha Filho, auxiliado por Tatiane Sacilotti dos Santos e Maiza Teles Paiva.
Gols: Ferroviária: Paty (26' do 1º T), Daiane (35' do 2º T) e Rafaela (40' do 2º T); Kindermann: Byanca (4' do 1º T) , Djeni (12' do 2º T) e Patrícia (37' do 2º T).

FERROVIÁRIA - Thais; Daiane, Géssica, Mimi e Ana Maria Barrinha; Júlia, Paty e Erikinha; Cacau (Rafaela), Paula (Nayarah) e Camila. Técnico: Leonardo Mendes

KINDERMANN - Rubi, Leidi, Juliana, Tuani e Letícia; Sâmia, Djeni, Daiane e MAyara (Patrícia); Byanca e Raiane. Técnico: Josué Kaecher.