Lutadora araraquarense encara japonesa nos Estados Unidos

Lívia Renata Souza volta a competir pelo Invicta FC

Compartilhe

Lívia Renata Souza volta a competir pelo Invicta FC
Imagem: Divulgação / Invicta FC

Quase um ano após sua última luta, a araraquarense Lívia Renata Souza volta a competir neste sábado, 25 de março. A lutadora já está em Kansas City, nos Estados Unidos, onde enfrentará a japonesa Ayaka Hamasaki em seu quarto compromisso válido pelo Invicta FC, que é considerado o maior evento de MMA feminino do mundo.

Aos 26 anos de idade, Lívia possui um cartel de dez lutas, com apenas uma derrota e nove vitórias, sendo sete por finalização, uma por nocaute e uma por decisão dos árbitros. Pelo Invicta, a araraquarense conquistou o cinturão logo em sua primeira luta, ao bater a finlandesa Katja Kankaanpaa. Na sequência, defendeu o cinturão com uma vitória sobre a norte-americana DeAnna Bennett. Em sua terceira luta, foi derrotada pela americana Angela Hill, em uma luta de cinco rounds que teve o resultado muito criticado por Lívia.

O duelo será a luta coprincipal da noite, mas não valerá o cinturão da divisão até os 52 quilos. Entretanto, o combate promete ser de extrema importância para a categoria, já que Angela Hill assinou com o UFC e deixou o posto vago, o que deve ter motivado Hamasaki a trocar de categoria rumo ao octógono mais famoso do mundo. Como não conta com a divisão dos átomos em seu plantel, o UFC tem nos palhas do Invicta seu grande ‘celeiro’ de novos talentos e à vencedora do confronto deste sábado pode conquistar  o direito de disputar o título vago.

A araraquarense assegura que deixou para trás a frustração pela polêmica derrota e que agora foca somente no desafio deste sábado. “Fiquei muito contrariada, porém além de esporte é negócio. Isso pesa, mas são águas passadas, o mundo é redondo e não há quinas pra se esconder. Logo mais chegará a hora do acerto de contas. No meu psicológico não pesou, porém na mentalidade deu mais seriedade, humildade e foco”, explica.

A adversária

Ayaka Hamasaki possui 14 vitórias e apenas uma derrota em sua carreira. A japonesa enfrentará a terceira brasileira na sua carreira e todos os duelos com lutadoras do nosso país são marcantes para ela. Sua única derrota foi justamente para uma brasileira, Cláudia Gadelha, por decisão unânime. Ayaka é campeã peso átomo do Invicta FC desde julho de 2015, quando derrotou Hérica Tibúrcio.

Lívia fez uma análise sobre sua adversária. “Será uma luta de ranking alto, com dois títulos mundiais no cage. Vou deixar tudo lá e dar meu sangue, literalmente, pela quebrada, por aqueles que torcem por mim, e acima de tudo devolver o sorriso a todos que choraram quando me tomaram o cinturão daquele jeito ridículo, e arrancar o sorriso do rosto de quem comemorou sabendo que o certo, justo e correto sempre prevalece sobre qualquer injustiça”, finaliza Lívia.