Eduardo Baptista fala sobre metas e pede evolução do Palmeiras

Treinador enalteceu o poder de reação de seus comandados

Compartilhe

Treinador enalteceu o poder de reação de seus comandados
Imagem: Cesar Greco / Palmeiras

Pelo Paulistão, o Palmeiras venceu o Santos por 2 a 1, quebrou um tabu de seis anos sem vencer na Vila Belmiro, assumiu a primeira colocação geral com 21 pontos e garantiu a classificação para a segunda fase. O técnico Eduardo Baptista comemorou a vitória e pediu para que seus comandados continuem a evoluir.

Com gols de Jean e Willian, o Palmeiras virou o placar contra o Santos, já que Ricardo Oliveira tinha aberto o placar, e ultrapassou o Corinthians na primeira colocação geral. O time de Palestra Itália somou 10 pontos dos últimos 12 disputados. Foram dois clássicos – São Paulo e Santos – e dois jogos pela Libertadores – Tucumán-ARG e Jorge Wilstermann-BOL.

“Foram jogos contra adversários difíceis e isso é importante para um início de trabalho. É um passo importante. Traçamos um plano (de ter a melhor campanha) e cumprimos, mas ainda temos muitos planos a serem traçados e atingidos. Muitos achavam que nós teríamos dificuldades, e realmente tivemos, mas com organização e equilíbrio pudemos passar. Temos mais três rodadas do Paulista para maturarmos esta equipe, dando mais cara e experiência”, declarou o técnico Eduardo Baptista.

O treinador palmeirense ainda falou sobre a vitória na Vila Belmiro. "Se estivesse em casa vendo o primeiro tempo, estaria vibrando. Muitas chances. Dois grandes times, jogo de estratégia. Foi um bom jogo, que premiou quem veio aqui assistir. Se vencesse aqui, íamos dar chances aos que estão jogando menos, sem quebrar a espinha dorsal. Não há nada ganho. Passamos bem pelos clássicos, mas temos de seguir evoluindo", afirmou.

Por fim, Baptista enalteceu a postura palmeirense. “Mérito dos jogadores. A gente passa uma estratégia e trabalha isso. Conversamos muito sobre o Santos, é uma equipe que se movimenta muito. Traçamos uma estratégia de marcar e jogar, e fizemos isso, principalmente no primeiro tempo. No segundo, deixamos de jogar um pouco, mas quando tomamos o gol, saímos novamente e fizemos os gols. O mérito é dos jogadores que acreditam no trabalho”, concluiu.

O Palmeiras volta a campo na próxima quarta-feira (22), às 20h30, para enfrentar o Mirassol, no Allianz Parque, pela 10ª rodada do Paulistão.