Prass pede Palmeiras forte psicologicamente para chegar à final

Goleiro aponta as dificuldades de enfrentar a Ponte Preta

Compartilhe

Goleiro aponta as dificuldades de enfrentar a Ponte Preta
Imagem: Cesar Greco / Palmeiras

O Palmeiras se prepara para enfrentar a Ponte Preta pela semifinal do Paulistão Itaipava. O goleiro Fernando Prass aponta o fator psicológico como um dos principais pontos para que o time de Palestra Itália possa reverter a vantagem campineira de três gols.

“Para um jogo que precisamos fazer um placar elevado, não dá para querer ter só coração ou organização, o lado emocional também entra nas partes tática e técnica. Agora temos de tentar achar um equilíbrio para ter um lado emocional forte, teremos um ambiente muito forte na Arena. Que a gente consiga usar isso na medida certa para melhorarmos as partes técnica e tática, mas não podemos passar do limite. Temos de ter tudo no nível ideal para fazer um jogo quase perfeito”, afirmou Fernando Prass.

Um dos líderes do elenco palmeirense, Fernando Prass demonstrou otimismo apesar do cenário adverso. “O que me leva a crer que vamos conseguir reverter é a história do futebol, a qualidade do nosso time e o ambiente que está sendo criado. Acho que a Ponte também sabe que é difícil reverter, mas sabe que tem a possibilidade. Tanto é que estão se preparando de uma maneira respeitosa, será um grande jogo. Se fosse ao contrário também teriam de acreditar. Não é impossível, é um resultado difícil, mas no futebol tudo é possível”, disse.

Fernando Prass ainda falou da importância em conquistar uma vaga na final do Paulistão Itaipava. “Me inspiro na projeção de futuro, o que eu posso deixar na história do clube se fizermos alguma coisa. Você sempre tem duas maneiras de ver uma situação, o lado bom e o lado ruim, você escolhe o lado que quer analisar. Eu vejo pelo lado bom, temos a chance de chegar a uma final de campeonato de uma maneira histórica, que será lembrada daqui 20 anos”, analisou.

Por fim, o jogador palestrino destacou a importância do apoio da torcida. “A resposta da torcida foi sensacional. Estou aqui desde 2012, passei por diversas situações e o estádio estava sempre cheio. Claro que não podemos prometer a classificação, temos um adversário de qualidade e com uma grande vantagem, mas a torcida ficará orgulhosa com o time. Daremos entrega, dedicação e buscaremos até o fim do jogo”, finalizou.

Palmeiras e Ponte Preta se enfrentam no sábado (22), às 19h, na Arena Allianz Parque, em São Paulo, pela semifinal do Paulistão.