agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Notícias
FALE COM A REDAÇÃO:

Casas fechadas prejudicam combate à dengue em Araraquara

Região central da cidade concentra maior número de imóveis desocupados
Postado em: 02/12/2019 às 17:00
Autor: Redação
Casas fechadas prejudicam combate à dengue em Araraquara

O grande número de casas encontradas fechadas em Araraquara durante os trabalhos de vistoria realizados pelas equipes dos agentes de Controle de Controle de Vetores tem feito a Gerência deste setor da Prefeitura buscar alternativas para manter as ações de combate aos criadouros do mosquito da dengue.

A meta é intensificar as ações casa a casa neste período de calor e de maior volume de chuva para evitar a proliferação dos criadouros do Aedes aegypti, mosquito causado da dengue, entre outras doenças.

O gerente de Controle de Vetores da Secretaria Municipal de Saúde, Luiz Eduardo Tagliacozzo, explica que as equipes têm voltado, inclusive aos finais de semana, nas mesmas casas encontradas fechadas durante a semana.

Segundo Luiz, muitas dessas casas estão fechadas porque os moradores trabalham fora durante a semana. Por isso, existe a necessidade do retorno extra, para que todos recebam as orientações dos agentes.

Em relação aos imóveis abandonados ou mal cuidados, cujos proprietários não são localizados, a Gerência de Controle de Vetores busca essa localização através das imobiliárias ou no setor de cadastro imobiliária da Prefeitura.

A região central de Araraquara é a que concentra um número maior de imóveis desocupados. Alguns praticamente abandonados, outros com cartazes de imobiliários para locação.

Já nas regiões periféricas da cidade, o problema maior são os terrenos abandonados, utilizados para descarte irregular de materiais inservíveis, que acumulam água parada ideais para criadouros.

Ainda segundo Luiz Eduardo, também existe uma parceira com as imobiliárias da cidade, que liberam as chaves dos imóveis desocupados para a realização das vistorias.

"O proprietário precisa entender que seu imóvel fechado e mal cuidado pode servir de criadouros do mosquito da dengue. Principalmente se os vasos sanitários estiverem destampados, se houver problemas na caixa d'água, nos ralos e calhas e até na piscina com água e descoberta", exemplificou Tagliacozzo.

 

Outras ações

Nos casos em que não existe a colaboração, o dono do imóvel desocupado pode ser acionado via setor jurídico da Prefeitura e sofrer as sanções previstas em lei.

"Muitas vezes a gente pede uma ordem judicial para entrar nesses imóveis por conta das condições precárias. Tanto que já foi retirada muita sujeira desses locais, causando muitos problemas aos vizinhos", enfatizou Eduardo.

Vale destacar que durante as vistorias nas residências, os agentes de combate aos criadouros entregam o calendário 'Todos Juntos todo dia contra a dengue' do Plano Municipal de Combate à Dengue, lançado no último dia 9 de novembro, envolvendo o poder público, grupos de comunicação de Araraquara e a sociedade civil.

"Este material traz todas as informações sobre como evitar os criadouros, além dos telefones de contato da Vigilância em Saúde (3303-3123/3124), 0800-7740440 da Ouvidoria e o whatsapp 9.9760-1190".

Ainda segundo Luiz Eduardo, os agentes ainda deixam recado na porta dos imóveis fechados, cujos moradores trabalham fora durante a semana. Além de avisar que voltam no sábado, também deixam um número de telefone para o morador manter contato e agendar o dia do retorno.