Centenas de pessoas protestam contra a reforma da previdência em Araraquara

Manifestantes percorreram as ruas do centro com cartazes contra o governo e contra a proposta de reforma

Compartilhe

Centenas de pessoas protestam contra a reforma da previdência em Araraquara

A programação local de atos contra a reforma da previdência apresentada pelo governo Temer foi encerrada com uma passeata pelas ruas do centro de Araraquara.

O grupo se concentrou na Praça de Santa Cruz, por volta das 16h30, e desceu a Rua São Bento cerca de uma hora depois em direção ao Paço Municipal. Sindicalistas, estudantes, militantes e pessoas que aderiram ao protesto  portavam cartazes contra a reforma e contra o governo.

O ato na Santa Cruz foi o desfecho de uma agenda de atos contra a proposta, que estabelece, entre outras mudanças, a idade mínima de 65 anos para aposentadoria para homens e mulheres.

Logo pela manhã, o SISMAR (Sindicato dos Servidores Municipais de Araraquara e Região) já havia liderado um movimento em frente à Prefeitura. O ato contou com o apoio dos funcionários dos Correios, que paralisaram as atividades.

No início da tarde, a concentração foi em frente à Casa da Advocacia. Em todo o país, milhões de pessoas saíram às ruas contra a reforma, principalmente nas capitais. Em São Paulo, linhas do metrô e ônibus operaram parcialmente durante todo o dia por causa da adesão das categorias aos protestos.

VEJA AS FOTOS