Grupo oficializa aquisição da Beneficência Portuguesa

Assinatura do registro de aquisição do hospital será nesta segunda-feira; Grupo começa a receber currículos

Compartilhe

Grupo oficializa aquisição da Beneficência Portuguesa

 

A Gestal, um grupo de gestão empresarial que atua em diversos segmentos no Brasil, vai assumir  definitivamente a Beneficência Portuguesa. O hospital, desativado há cerca de dois anos, passará a ser conduzido pelo novo grupo, que assume, a partir do registro em cartório, nessa segunda-feira (13), as dívidas e o patrimônio do hospital. Representantes do grupo estão desde a tarde de sexta-feira em Araraquara dando andamento às negociações para definição da estratégia de trabalho e o novo perfil de atuação do centenário hospital.

Segundo Marcos Santos, um dos diretores do grupo Gestal, entre as primeiras ações, após o registro em cartório, está a necessidade de se fazer contato com o sindicato dos trabalhadores da saúde, autor da ação judicial que provocou o leilão do imóvel na justiça do trabalho. O grupo tem como meta iniciar o pagamento das ações trabalhistas após a negociação com o sindicato. O contato não ocorreu antes, pois o grupo só deve assumir, de fato, o controle do hospital na segunda-feira, com o registro em Cartório.

Segundo informações, uma assembleia do conselho diretor, agendada para a próxima quarta-feira, dará posse à nova diretoria. Outra agenda prioritária para o início da semana será solicitada junto à Prefeitura, onde os representantes legais da Gestal apresentarão as credenciais do grupo empresarial ao prefeito Edinho Silva, além do plano estratégico de investimento e recuperação do hospital.

 

Currículos

Profissionais da área da saúde foram chamados para apresentarem currículos, nesta segunda-feira, na sede da Beneficência (entrada pela Rua Padre Duarte). Apesar da convocação para a entrega de currículos, a Gestal ainda deve negociar com o sindicato a melhor relação trabalhista com o hospital.

Ainda segundo Santos, nos últimos três meses a Gestal prospectou o setor de saúde na região de Araraquara, para considerar a possibilidade de investimento na recuperação do hospital Beneficencia Portuguesa, com a implantação de serviços, agregados das novas tendências e tecnologias na área de saúde. O levantamento apresentado pela antiga diretoria da Beneficencia demonstra a existência de uma dívida de cerca de 70 milhões de reais, entre trabalhista, fornecedores e tributos. Marcos Santos confirma que as primeiras a serem quitadas serão as dívidas trabalhistas. "Quando se fala em processo trabalhista é preciso considerar famílias, alimentos, dignidade. Isso será a primeira prioridade." Ainda segundo o diretor, as demais pendências serão negociadas e quitadas ao longo dos próximos meses, após a auditoria ser concluída.