agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Notícias
FALE COM A REDAÇÃO:

Emprego formal volta a subir em Araraquara

Saldo de vagas de trabalho foi positivo em agosto
Postado em: 25/09/2017 às 09:24
Autor: Redação
Emprego formal volta a subir em Araraquara

O mês de agosto trouxe a retomada nas contratações com carteira assinada em Araraquara, com a abertura de 469 postos de trabalho. O saldo representa um total de 2.562 admissões e 2.093 demissões, de acordo com dados do Cadastro Nacional de Empregados e Desempregados (Caged), apurados pelo Núcleo de Economia do Sindicato do Comércio Varejista de Araraquara (Sincomercio).

De acordo com a economista Délis Magalhães, esse é o melhor resultado registrado no mês de agosto desde 2010. O setor que teve mais participação no resultado foi o de Serviços, com 361 novas vagas, interrompendo um período de quatro meses de queda. O segmento de Comércio, que vinha apresentando oscilação nas contratações, também registrou um resultado positivo com 76 postos com carteira assinada. Somente a Indústria teve fechamento de vagas, perdendo 73 vínculos formais.

“Mesmo com a diminuição de vagas, a Indústria continua apresentando um bom desempenho no acumulado do ano. O resultado do setor de Comércio foi melhor do que o registrado no mesmo período do ano passado, o que é positivo, considerando que agosto não costuma ser um mês promissor para o mercado de trabalho. Já o saldo acumulado no segmento de Serviços continua negativo, mas os números de agosto indicam uma retomada, após o impacto sofrido com a queda do consumo das famílias, registrada nos últimos meses”, afirma Délis.

A economista destaca que essa recuperação do mercado de trabalho foi identificada no Índice de Confiança do Consumidor (ICC), que na última medição demonstrou uma melhora nas condições econômicas das famílias araraquarenses, o que reflete no aumento da demanda por produtos e serviços e, consequentemente, das contratações para esse atendimento. “Durante os meses de outubro e novembro, a busca por mão de obra tende a crescer com as encomendas para as festas de final de ano”, ressalta Délis.

 

Varejo

No Comércio, a subclasse Varejista retomou a tendência de aumento do estoque de trabalhadores, com a abertura de 60 novas vagas com carteira assinada no último mês. “Apesar de agosto e setembro não movimentarem expressivamente o setor, espera-se contratações em uma proporção um pouco menor nesses meses e um aumento expressivo em novembro e dezembro para atender à demanda de Natal, considerada a principal data para o segmento”, analisa a economista.

Em números absolutos, a melhora no mercado de trabalho varejista na cidade foi mais influenciada pelos segmentos de farmácias e perfumarias e de supermercados, que juntos geraram a abertura de 52 novas vagas. O tempo seco e o aumento dos problemas respiratórios fez crescer a demanda pelos serviços de farmácia. Os números negativos ficaram com as lojas de vestuário, tecido e calçados (-2) e outras atividades (-13).