agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Notícias
FALE COM A REDAÇÃO:

Compras por drive-thru: clientes  têm direito à troca de produtos

Consumidores devem reunir o maior número possível de informações sobre os produtos antes de finalizarem a aquisição
Postado em: 27/05/2020 às 07:21
Autor: Luís Antonio
Compras por drive-thru: clientes  têm direito à troca de produtos

As vendas por drive-thru nas ruas Nove de Julho (Rua 2) e São Bento (Rua 3), no Centro, ganhou uma faixa especial para os veículos nesta terça-feira (26). Trechos das vias tiveram o estacionamento suspenso para a implantação de uma faixa exclusiva para retirada de produtos, das 9h às 18h.

A faixa de drive-thru, na Rua 2, vai da Avenida Sete de Setembro até a Avenida Barroso, e na Rua 3, da Avenida Barroso até a Avenida Brasil. Por causa disso, o estacionamento foi proibido nesses locais e no horário citados.

A medida, tomada pela Prefeitura em conjunto com os representantes das entidades comerciais, é uma forma de incentivar as vendas do comércio e reduzir os impactos econômicos da crise causada pela pandemia da Covid-19.

Segundo o coordenador do Procon Araraquara, Rodrigo Martins, os consumidores devem reunir o maior número possível de informações sobre os produtos antes de finalizarem a aquisição. No caso de compras por WhatsApp, é fundamental solicitar fotos dos itens e notas fiscais aos lojistas, já que não é possível olhar presencialmente. Isso garante futuras reclamações.

Em relação à troca dos produtos, existem diferenças nas modalidades de compra. “Quem comprou pelo WhatsApp ou telefone, em casa, e passou no drive-thru apenas para retirar e não viu aquilo que comprou, tem direito ao arrependimento, ou seja, tem direito à devolução do produto em até sete dias com a devolução do dinheiro”, explica Rodrigo.

Isso é diferente no caso dos atendimentos presenciais ou, então, quando o cliente escolhe o produto mesmo dentro do carro. “Nesse caso, não há esse direito de arrependimento. O que há é uma possibilidade de troca do produto por outro, não sendo uma obrigação do fornecedor, mas sim uma liberalidade. Por conta disso, é ele quem decide as regras, como prazo para troca, por exemplo. Fica a critério da própria loja”, complementa.

O coordenador ressalta que o telefone do Procon Araraquara, o 3301-3131, está à disposição da população para dúvidas e orientações.