Sincomercio discute parceria com a Feira do Carmo

Objetivo da entidade é que lojistas da cidade possam realizar saldão do comércio em conjunto com o tradicional evento

Compartilhe

Sincomercio discute parceria com a Feira do Carmo
Imagem: Deliza Neto em reunião com o padre Cristian e a assessora parlamentar Luciana

 

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Araraquara (Sincomercio), Antonio Deliza Neto, reuniu-se com o pároco da igreja Nossa Senhora do Carmo, Cristian Henrique Capelatto, para discutir uma parceria entre o comércio varejista local e a paróquia na realização da tradicional Feira do Carmo.

Segundo o sindicado, o objetivo é incentivar a realização de atividades legalizadas para combater as feiras itinerantes ilegais, bastante comuns  em  eventos promovidos pelas igrejas. A reunião foi intermediada pelo vereador Elias Chediek e por sua assessora parlamentar, Luciana Fernandes, que participou das discussões, realizadas na paróquia do Carmo.

A proposta do Sincomercio é que esses espaços sejam ocupados pelos lojistas da cidade. “Essas feiras, com a participação de ambulantes que atuam de forma irregular, causam grande prejuízo para o comércio, responsável por fomentar nossa economia com a geração de grande parte do emprego local. Defendemos os eventos promovidos pelas igrejas, pois sabemos da importância deles para as comunidades. Queremos manter essa tradição e, por isso, colocamos o Sincomercio à disposição para articular uma parceria com os lojistas da cidade”, afirmou Deliza.

Entre os assuntos debatidos, foi levantada a possibilidade de um saldão do comércio realizado em conjunto com a Feira do Carmo. Dessa forma, o comércio varejista colaboraria com a realização do evento, enquanto a renda da venda dos produtos ficaria na própria cidade. Deliza sugeriu, também, parcerias com o Sesc e o Senac na promoção de atividades culturais que possam fortalecer o evento.  O Sincomercio é filiado à Federação do Comércio do Estado de São Paulo (FecomercioSP), que administra essas entidades.

 

Fiscalização

O cumprimento da legislação, que impede a prática do comércio ambulante irregular, foi bastante discutido no encontro. No mês passado, o Sincomercio Araraquara participou de uma reunião da Fecomercio com o governador Geraldo Alckmin, a fim de discutir o rigor da fiscalização do Estado para combater essa prática.

Deliza destacou que o Sincomercio é contra as atividades ilegais e cobra do poder público mais fiscalização. Entretanto, ele reconhece a importância das festas promovidas pelas igrejas, que são ótimas opções de lazer e não atrapalham o comércio formalmente estabelecido quando se restringem a atrações musicais e serviços gastronômicos. “Estamos à disposição para fortalecer a Feira do Carmo, restaurando seu aspecto cultural e gastronômico e sua tradição religiosa. Apresentamos uma sugestão, que precisa ser trabalhada, mas esse primeiro diálogo foi bastante positivo”, ressaltou Deliza.

O padre Cristian lembrou que o evento foi retomado no ano passado, após dois anos, em virtude das exigências de segurança que estão mais rigorosas. “É muito importante que esse diálogo esteja sendo feito agora, com antecedência, para que tenhamos tempo de fazer tudo de forma organizada. Somos a favor do cumprimento de toda legislação e trabalhamos com cuidado para garantir a tranquilidade de todos os frequentadores”, destacou o pároco.