agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Notícias
FALE COM A REDAÇÃO:

"Julho Dourado" alerta para a prevenção e reflexão sobre a saúde dos animais

Coordenadoria de Bem-estar Animal destaca importância da imunoprofilaxia
Postado em: 01/07/2022 às 15:38
Autor: Redação

O "Julho Dourado", no calendário temático da medicina veterinária, faz um convite à reflexão sobre a saúde dos animais e a prevenção de doenças infecciosas e zoonoses. Nesse contexto, a Coordenadoria Executiva de Bem-estar Animal da Prefeitura de Araraquara alerta sobre a importância da imunoprofilaxia, uma ferramenta eficaz para a prevenção e o controle epidemiológico de inúmeras doenças infecciosas que acometem os animais domésticos, e que, muitas das quais, são dotadas de potencial zoonótico. Para aqueles que desconhecem o termo, zoonoses são doenças transmitidas naturalmente entre animais vertebrados e o homem. Como exemplo, podemos citar a raiva, uma moléstia com alta letalidade tanto nos animais domésticos quanto no homem.

Mas, o que é, afinal, imunoprofilaxia? É a indução de imunidade preventiva. Um dos meios de se adquirir imunidade preventiva é pela vacinação, a chamada imunoprofilaxia ativa. A vacinação é a munição que o sistema imune precisa para proteger, de forma mais eficiente e segura, um animal contra as doenças que são os alvos das vacinas. Geralmente, essas doenças que estão na mira da imunoprofilaxia são altamente contagiosas e cursam com alta morbidade e mortalidade entre os animais. Daí a importância da vacinação no cenário da manutenção da saúde e qualidade de vida dos animais, bem como no controle da incidência e prevalência dessas doenças nessa população. E vale ressaltar que elas são muito mais baratas quando comparadas com o tratamento de uma doença já instalada. Outro ponto vantajoso e relevante é o impacto que causa na saúde pública, uma vez que protege também contra as principais zoonoses.

Os protocolos vacinais são direcionados conforme a espécie, a idade do animal e o desafio ambiental. Diante de tantas variáveis a serem consideradas no momento da vacinação, o médico veterinário é o único profissional qualificado para propor e executar o melhor regime vacinal para cada animal. Assim, o médico veterinário, junto às suas atribuições, deve orientar e esclarecer quaisquer dúvidas dos tutores quanto aos cuidados destinados aos animais em processo de imunização, bem como sobre os reforços das vacinas. Um equívoco muito frequente e perigoso é pensar que a vacinação deve ser feita apenas em filhotes. Filhotes, adultos e idosos devem ser submetidos à vacinação, com intervalos pré-determinados em protocolos.

Depois de refletir sobre essas questões, que tal colocá-las em prática?! A carteira de vacinação do seu pet está atualizada? Não sabe? Corre no médico veterinário para se informar e, se for o caso, já aproveite para vacinar seu bichinho. Garanta a saúde do seu amigo e da sua família.