agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Notícias
FALE COM A REDAÇÃO:

Sargento da Força Tática é morto a tiros em Matão

Paulo Sérgio de Arruda era da PM de Araraquara
Postado em: 20/02/2018 às 07:43
Autor: Redação
Sargento da Força Tática é morto a tiros em Matão

No final da noite de segunda-feira (19), o sargento Paulo Sérgio de Arruda morreu em uma troca de tiros no Residencial Olívio Benassi em Matão. Segundo informações, o sargento da PM se envolveu em uma troca de tiros ao apurar uma denúncia de ameaças de morte contra o padre Edson Maurício, da Paróquia Santo Expedito.

Segundo uma das testemunhas - um garagista de Araraquara -  o padre teria amizade com um rapaz, que passou a chantageá-lo exigindo 80 mil reais. Ele teria pedido ajuda a amigos que acionaram o sargento, que foi até Matão com outros policiais apurar a denúncia feita pelo sacerdote.

Em entrevista exclusiva ao Jornal da Morada/Portal Morada, o garagista de Araraquara afirmou que não estava na casa do sacerdote no momento do crime e que chegou 40 minutos depois do ocorrido, após receber uma ligação do padre, que é seu amigo. Ainda, o garagista disse que não conversou com nenhum criminoso ou policial na cena do crime. O padre teria contado a ele durante a semana que estava sofrendo ameaças e que queriam 80 mil reais. O garagista afirmou que não intermediou nenhum contato entre o padre e o sargento.

No local, houve um desentendimento e uma troca de tiros. O sargento Arruda foi atingido por dois tiros no peito e morreu após ser socorrido.

Os acusados fugiram. O padre e os outros policiais não se feriram.

Na manhã desta terça-feira (20), o padre e os envolvidos no crime foram levados para prestar depoimento. A diocese de São Carlos enviará um representante para apurar o envolvimento do padre no caso. Em outras ocasiões, o sacerdote já havia se envolvido em uma ocorrência de embriaguez ao volante.

O Tenente Coronel Adalberto, do 13° Batalhão da PM de Araraquara, acompanhou o registro da ocorrência em Matão e em entrevista ao Jornal da Morada/Portal Morada, disse que o garagista amigo do padre fez contato com o Sargento Arruda, que foi até Matão para checar a situação e, se preciso, acionaria o 190, porém foi surpreendido com a troca de tiros.

Na versão da PM, o garagista teria contatado o sargento Arruda. A PM tem a identidade dos criminosos, que estão foragidos.

O corpo do sargento foi encaminhado ao IML. O caso está sendo apurado.

 

Biografia

Paulo Sergio de Arruda, o Sargento Arruda, 43 anos, era nascido em Araraquara. O filho de Luis Lázaro de Arruda e Aparecida Magalhães de Arruda ingressou na PM em 1996, seguindo os passos do pai, policial militar aposentado.

Casado com Joana Darc e pai de Wellington, Luiz e Pablo, o Sargento Arruda acumulou elogios e premiações na carreira, além de medalhas de láurea do mérito pessoal. Em novembro do ano passado, Arruda recebeu o diploma de honra ao mérito concedido pela Câmara Municipal de Araraquara.