agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Notícias
FALE COM A REDAÇÃO:

Vereador devolve R$ 250 para escapar de punição

Alegações de Yashuda foram aceitas pela Comissão de ética da Câmara de Araraquara
Postado em: 07/08/2018 às 07:57
Autor: Luís Antonio
Vereador devolve R$ 250 para escapar de punição

O vereador Jéferson Yashuda (PSDB), presidente da Câmara Municipal de Araraquara, ressarciu os cofres do Poder Legislativo com a quantia de R$ 250 relativas ao custo de uma viagem com o carro oficial entre Araraquara e Matão. O vereador respondeu ao processo da comissão de ética da Casa após ter sido flagrado numa consulta médica com o veículo do Legislativo.

Em junho, quando o Conselho havia decidido por 3 votos a 2 punir o presidente da Casa de Leis com 15 dias de suspensão, por usar o carro da Câmara para uma consulta médica em Matão, a vereadora acompanhou o voto do presidente da Comissão, Lucas Grecco (PSB) e do colega Zé Luiz (PPS). Mas, na quinta-feira, dia 2, resolveu mudar e optou em reduzir a pena para 7 dias de suspensão, levando o processo ao arquivamento, como prevê o Regimento Interno da Câmara.

Criticada pela mudança no voto, a vereadora afirma que levou em conta a garanta de defesa para o vereador e Presidente Jéferson Yashuda e considerou “o princípio da razoabilidade, trazendo a possibilidade de ser excessiva a punição inicial (15 dias de suspensão do mandato), bem como a ausência de reincidência por parte do mesmo”, declarou.

Segundo a vereadora, também pesou a favor de Yashuda a “devolução espontânea e irrevogável da importância de R$250,00 feita a fim de restituir o erário  para que não paire dúvidas sobre sua conduta e para que não haja hipótese de má fé”.

Em sua defesa, Yashuda alegou que, além da consulta médica, cumpriu agenda de estrito interesse público na cidade de Matão, onde se encontrou com o médico cirurgião ortopedista Edson Bergamaschi – com o qual também se consultou – para tratar dos trâmites para outorga do título de Cidadão Araraquarense e na cidade de São Carlos. “A vereadora, relatora do procedimento, respeitando o princípio do contraditório e da ampla defesa, e depois da manifestação do presidente, decidiu por rever e alterar seu voto”, concluiu Thainara.

Relacionadas

Marcelo Bonholi
Vereadores aprovam a compra do Clube Estrela
14/08/2018 às 22:05

Notícias

Marcelo Bonholi
Vereadores aprovam a compra do Clube Estrela
14/08/2018 às 22:05