agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Notícias
FALE COM A REDAÇÃO:

Funcionários do DAAE se manifestam contra a compra do Estrela

Sessão foi paralisada várias vezes e encerrada por falta de segurança a 1h00 da manhã
Postado em: 08/08/2018 às 01:57
Autor: Marcelo Bonholi
Funcionários do DAAE se manifestam contra a compra do Estrela

Em sessão polêmica nesta terça-feira (07), a prefeiturade Araraquara enviou para ser votado um projeto para abertura de crédito nas contas do DAAE (Departamento Autônomo de Água e Esgoto), que viabilizaria a conclusão da aquisição do Clube Estrela, no valor de R$ 6.815.000,00.

Na terça-feira (17 de Julho), por 11 votos favoráveis contra seis, a Câmara Municipal de Araraquara aprovou o Projeto de Lei n° 171/2018, de autoria da Prefeitura, que autorizou a venda do imóvel que, atualmente, é utilizado pelo Estrela Futebol Clube para o DAAE. A votação gerou divergências entre os parlamentares. Enquanto os favoráveis justificaram a venda do imóvel como necessária para a ampliação dos serviços da autarquia, aqueles que eram contrários declararam que o enceramento das atividades realizadas na área será uma perda para a população araraquarense.

À favor da proposta vereadores da bancada do governo e da oposição: Paulo Landin (PT), Toninho do Mel (PT), Thainara Faria (PT), Tenente Santana (PMDB), Édio Lopes (PT), Magal Verri (PMDB), Zé Luiz (PPS), Juliana Damus (PP), Lucas Grecco (PSB), Pastor Raiumundo (PRB) e Roger Mendes (PP). Os seis votos contrários à venda foram dos vereadores Porsani (PSDB), Elton Negrini (PSDB), Rafael De Angeli (PSDB), Edson Hel (PPS), Elias Chediek (PMDB) e Gerson da Farmácia (PMDB).

Após a inversão de pauta, na sessão desta terça-feira (07), aprovada por todos os vereadores, o projeto que autoriza o DAAE a dispor de recursos próprios da administração indireta para essa compra entrou em debate, mas foi rechaçado por funcionários da autarquia. Eles alegam que essa transação além de desnecessária, coloca em risco a manutenção de seus empregos e com gritos de “O DAAE unido jamais será vencido”, protestaram contra o projeto.

O ex-superintendente do DAAE, Cyro de Almeida Leite, acompanhou a sessão até o fim e reafirmou a sua opinião contrária a essa compra, classificando como fracas as justificativas da prefeitura.

O vereador Paulo Landim chegou a pedir o fim da discussão, como fez na sessão que aprovou a venda, mas não foi atendido, pois o pedido, apesar de regimental, não atendia aos requisitos necessários conforme regimento interno.

Os funcionários do DAAE chegaram a pedir pizza no plenário e prometiam dormir no local caso a sessão não fosse encerrada. Por volta da 1h00 da manhã desta quarta-feira (08), a sessão foi encerrada pelo presidente Jeferson Yashuda, por falta de segurança.

Para que o DAAE possa concluir a compra do Clube Estrela, esse projeto tem que ser aprovado pela câmara dos vereadores, que deve solicitar uma sessão extraordinária para que os projetos e requerimentos dessa semana sejam votados.

Relacionadas

Marcelo Bonholi
Vereadores aprovam a compra do Clube Estrela
14/08/2018 às 22:05

Notícias

Marcelo Bonholi
Vereadores aprovam a compra do Clube Estrela
14/08/2018 às 22:05