agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Notícias
FALE COM A REDAÇÃO:

Três partidos lançam bloco para eleger prefeito em 2019

Presidentes do MDB, PRB e PSD de Araraquara falam em alinhamento com diferentes legendas e frente partidária
Postado em: 06/06/2019 às 21:37
Autor: Chico Lourenço
Três partidos lançam bloco para eleger prefeito em 2019
Antônio Gabriel (esq.), Boi e Marcelo Lopes presidentes dos partidos da "Frente Partidária"

Faltando ainda pouco mais de 1 ano para as eleições municipais, lideranças políticas de Araraquara estão se articulando pensando no sexto andar da Prefeitura, em 2020. E uma estratégia lançada pelos partidos MDB, PRB e PSD é formar um bloco político com o máximo de partidos para eleger o chefe-do Executivo no ano que vem.

A intenção das três legendas de centro e centro-direita é fortalecer um movimento político para ampliar uma "Frente Partidária" e tentar inviabilizar a possibilidade de reeleição do prefeito Edinho Silva (PT).

Composição do bloco

Nesta quinta-feira, dia 6, durante reunião, os presidentes da “Frente Partidária” declaram interesse em dialogar com diferentes lideranças. Marcelo Lopes (PRB), Aloísio Braz, “Boi” (MDB) e Antônio Gabriel (PSD) revelaram que já houve uma conversa com PSL, Patriota e DEM para uma possível aliança, mas por enquanto, nenhum deles confirmou integrar o bloco.

Possíveis nomes

Na estrutura montada com os três partidos, PRB, MDB e PSD as lideranças falam em pelo menos quatro possíveis nomes com chances de disputar a Prefeitura no ano que vem. O ex-prefeito Marcelo Barbieri e Boi, ambos do (MDB), o ex-vereador João Farias (PRB) e Coca Ferraz (PSD), que foi já foi vice-prefeito de Araraquara.

O ex-vereador Luís Cláudio Lapena (PSB) e que está mudando para o Patriota teria revelado interesse em uma composição com o bloco partidário. “Ele entrou em contato comigo e disse que tem interesse em fazer parte do projeto”, disse Antônio Gabriel.

Antes do PSB, Lapena foi vereador pelo PP e também foi filiado ao PV e PSDB. Chegou a lançar seu nome para disputar a Prefeitura, mas seu partido (PP) decidiu compor a chapa com Edinho Silva e elegeu o vice-prefeito.

Além de Patriota, PSL e DEM, a “Frente Partidária” também tem interesse em compor com PSDB, que tem como forte liderança a ex-vereadora Edna Martins, segunda colocada nas eleições de 2016 com 28,93% dos votos. Mas, para essa aproximação, o MDB local ficaria dependendo de decisão da Executiva Estadual.