agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Notícias
FALE COM A REDAÇÃO:

Vereador pode ser expulso de partido por contrariar bancada

Cabo Magal Verri (MDB) tem desagradado a legenda por votar com o governo em projetos polêmicos. Vereador vai responder ao Conselho de Ética
Postado em: 10/09/2019 às 17:35
Autor: Chico Lourenço
Vereador pode ser expulso de partido por contrariar bancada
Vereador Cabo Magal Verri (MDB) foi eleito em 2016 com 1.188 votos

A Executiva municipal do MDB pode decidir expulsar o vereador de Araraquara Cabo Magal Verri por infidelidade partidária. Uma reunião dos membros do partido decidiu em votação analisar a postura do parlamentar no Conselho de Ética, que tem contrariado a decisão da bancada em votações polêmicas e votado com o governo.

“Como partido organizado, quando tem assuntos polêmicos, que envolvem a cidade, a gente faz reunião da Executiva, como todo partido faz. E, no caso do Magal, a maioria decide um posicionamento via partido e ele está seguindo outro. E política é maioria”, disse Aloísio Braz, o Boi, presidente do MDB de Araraquara.

Um dos projetos mais polêmicos de interesse do Executivo, aprovado na Câmara Municipal e que teve o apoio do voto de Magal Verri, foi o programa de ‘lotes urbanizados’ que financia terrenos de 125 metros quadrados para família de baixa renda, mas a construção das moradias será por meio de mutirão.

“Nesse caso dos lotes a gente teve o entendimento dentro da maioria que, se não der estrutura para essas pessoas construírem, a gente corre um grande risco de levar as pessoas lá e criar um favelamento. Ele [Magal] na votação não comunicou a Executiva, nem a presidência e votou junto com o governo”, ressaltou o presidente da legenda.

A decisão do vereador do MDB, de acompanhar os votos da bancada governista em alguns projetos, desagradou colegas de partido. Na última sexta-feira, dia 6, a Executiva se reuniu e decidiu por meio de votação (6x3) analisar a postura do parlamentar no Conselho de Ética. A punição pode variar de uma advertência até a expulsão da legenda.

Magal foi eleito em 2016 pelo MDB com 1.188 votos. O Portal Morada procurou o vereador, mas ele não quis comentar o assunto.