agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Notícias
FALE COM A REDAÇÃO:

Comissão de ética é montada contra o vereador Zé Luís

O procedimento foi aberto para julgar as ações do vereador no uso indevido de mesas, cadeiras e tendas transportadas por veículo da Saúde
Postado em: 02/10/2019 às 01:33
Autor: Marcelo Bonholi
Comissão de ética é montada contra o vereador Zé Luís

O Conselho de Ética da Câmara dos vereadores abriu, na sexta-feira (27), processo para investigar e julgar as ações do vereador Zé Luiz (PPS) acusado de se beneficiar do uso indevido de mesas, cadeiras e tendas transportadas por veículo da Secretaria de Saúde, destinado à entrega de medicamentos, para uma festa particular.

No pedido enviado a Secretaria de Comunicação da Prefeitura, o vereador alegou se tratar de uma reunião comunitária, que é caracterizada por ser um evento aberto e voltado exclusivamente para a comunidade. Porém, com uso de uma viatura da Secretaria da Saúde, o material foi retirado do cerimonial da prefeitura, com a presença do vereador, o motorista e mais dois reeducandos e foram entregues em uma residência no Jardim Cruzeiro do Sul, no dia 26 de julho, para um aniversário particular.

Em entrevista ao Jornal da Morada, o vereador confirmou o uso indevido da viatura, alegou que recebe diariamente diversos pedidos e o procedimento adotado pelo seu gabinete era encaminhar os ofícios à Prefeitura, disse ainda que esse procedimento será revisto.

Quanto a festa de cunho particular, o vereador alegou que foi até o local onde a festa estava acontecendo, mas não soube identificar se o evento era um aniversário, pois o portão estava fechado.

Votaram contra a investigação os vereadores Magal Verri (MDB) e o vereador Raimundo Bezerra (PRB). A favor das investigações votaram os vereadores Elton Negrini (PSDB) e o vereador Porsani (PSDB).

O Conselho de Ética da Câmara dos Vereadores é formado pelos vereadores relacionados acima e também pelo vereador acusado, que foi impedido de votar, restando ao presidente da comissão dar o "voto de minerva", dando parecer favorável a abertura das investigações.

O processo agora aguarda a substituição do vereador Zé Luís por outro vereador a escolha do presidente da casa Tenente Santana, para dar início as investigações, que pode resultar em advertência, afastamento por alguns dias ou ainda perda de mandato.

O caso também está sendo investigado pelo Ministério Público que pretende fazer um levantamento “pente fino” em todos os requerimentos dos vereadores. Se comprovada a ação delituosa, o vereador pode ser processado por improbidade administrativa.

Na sessão desta terça-feira (01), o vereador não compareceu, alegando problemas de saúde.

 

Relembre a reportagem:

Estrutura pública é usada em festa particular

 

Veja videos:

Promotoria promete apurar uso de equipamentos públicos

Vereador esclarece denúncia