agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Notícias
FALE COM A REDAÇÃO:

Salário antecipado de vereador pode ser alvo de denúncia

Morador de Américo Brasiliense, indignado com o caso, promete encaminhar representação ao Ministério Público por possível irregularidade
Postado em: 25/07/2018 às 18:15
Autor: Chico Lourenço
Salário antecipado de vereador pode ser alvo de denúncia
Plenário da Câmara Municipal de Américo Brasiliense (Foto: Chico Lourenço)

A antecipação de subsídios de vereadores na Câmara Municipal de Américo Brasiliense pode acabar em denúncia no Ministério Público.

Nesta quarta-feira, dia 25, após o caso ser denunciado no Jornal da Morada (AM/FM) e confirmado pelo presidente do Legislativo ameriliense Divaldo Camargo (PSD), em entrevista ao programa (vídeo abaixo), alguns moradores de Américo encaminharam à redação do programa manifesto de insatisfação com o que, avaliam, como favorecimento aos parlamentares.

Um desses reclamantes, que disse ser professor no município e pediu para não ser identificado, prometeu preparar uma denúncia e oficializar na promotoria pública. “Acredito que há irregularidade nisso e pretendo denunciar. Todo funcionário trabalha o mês para depois receber. Porque os vereadores de Américo têm essa vantagem de receber antes”, questionou o morador.

Segundo a denúncia e, posteriormente, confirmada pelo Portal Morada, no dia 04 de julho três vereadores receberam parte do salário que seria pago hoje, dia 25, ou seja, antes de trabalhar. Os três parlamentares, Zé Roberto (PR), Luzimar Baianinho (PR) e Zélia Gracindo (DEM), receberam juntos o total de R$ 7.570,41 no início do mês.

E, diferentemente do que disse o presidente da Câmara, que teria sido um caso pontual e para “socorrer” os vereadores, a prática ocorre há bastante tempo na Câmara de Américo, como confirmou Luzimar Baianinho. "Desde o mandato anterior. Não tem nada no Regimento Interno [da Câmara] que regulamente data. Então não é possível dizer que há irregularidade", disse Baianinho.

"Não tem regulamentação na Câmara que trata sobre o assunto. O presidente e o 1º secretário assinando, entendo que eles têm autorização jurídica, então acredito que não cometi falha", ressaltou Zé Roberto, que ressaltou ainda que vários outros colegas de plenário usaram do mesmo expediente. O Portal Morada não conseguiu contato com a vice-presidente da Câmara Zélia Gracindo. Confira abaixo a entrevista com o presidente da Câmara de Américo Brasiliense.