Cidades unem forças em busca de recursos para recuperar pontes

Araraquara, Matão e Motuca discutiram, em reunião, responsabilidades de cada município na “força tarefa”

Compartilhe

Cidades unem forças em busca de recursos para recuperar pontes
Imagem: Municípios vão desenvolver projetos de recuperação de pontes
 
A reconstrução das pontes que caíram com as chuvas de 2016, assim como a produção de um projeto técnico a ser enviado para Defesa Civil do Estado, com o objetivo de captar recursos foi a pauta da reunião entre autoridades políticas de Araraquara, Matão e Motuca. O encontrou, na Prefeitura de Araraquara, promoveu um consenso no sentido de buscar o apoio da iniciativa privada para resolver o problema.
 
De acordo com as autoridades, as pontes estão intransitáveis por problemas estruturais ou até mesmo por terem sido levadas por chuvas. No total, são três pontes desabadas, duas em situação de risco e também o rompimento da barragem da CODASP.
 
Decisões
Ficou decidido na reunião que, sobre a represa de Matão, será realizado um levantamento das obras necessárias, sendo Araraquara responsável pelo orçamento e compra da tubulação, enquanto Motuca e Matão devem se envolver com questões de equipamentos e maquinários necessários.
 
Já a Prefeitura de Motuca anunciou que, a partir de segunda-feira, inicia a obra de construção de duas pontes, além da manutenção da estrada. De acordo com o vice-prefeito de Araraquara e Secretário do trabalho e Desenvolvimento Econômico Damiano Neto, os projetos e orçamentos, quando concluídos, deverão ser apresentados à Defesa Civil do Estado em caráter emergencial.
 
Participaram do encontro o prefeito de Motuca, João Ricardo Fascineli, o secretário de Obras de Matão, Vicente Malzoni, Dante Bife representando o prefeito de Matão Edinardo Esquetini, Mauro Biaziolli e Antônio Carlos Bertocco, representantes do ITESP – Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo, José Aparecido de Souza e Edson José Biagio, assentados da Fazenda Monte Alegre, além da coordenadora da Agricultura Silvani Silva e Geraldo Oliveira, da Secretaria de Obras, ambos de Araraquara.