Agentes alertam sobre seguros de viagem
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Notícias
FALE COM A REDAÇÃO:

Agentes alertam sobre seguros de viagem

Item é obrigatório para viagens ao exterior
Postado em: 26/11/2018 às 09:20
Autor: Redação
Agentes alertam sobre seguros de viagem

Viajar para o exterior está cada vez mais acessível, especialmente nas férias que chegam. Mas exige cuidados, entre eles, o seguro de viagem. Uma mala extraviada, um mal-estar durante um passeio ou um acidente, são alguns exemplos de acontecimentos inesperados que necessitam de suporte e uma garantia de proteção. Segundo a Superintendência dos Seguros Privados (Susep), órgão supervisor e regulador do setor de seguros, em 2017 foram registradas 205 reclamações no órgão, sendo as principais o atraso no pagamento da indenização, negativa de indenização e divergência do valor de indenização.

“Algumas pessoas acreditam que se trata de um gasto a mais no orçamento, porém o seguro não é uma opção do turista e sim uma obrigação”, explicam os agentes de turismo Mauro e Larissa di Battista.

Para evitar surpresas, os turistas devem estar atentos à idoneidade das operadoras de seguro e também às cláusulas do contrato. Outras reclamações registradas pela Susep são de clientes que tiveram cobertura negada pela seguradora ou então que não foram reembolsados. “Isso acontece, na maioria das vezes, porque a assistência que o turista precisou não estava prevista na apólice. Por isso é importante verificar quais são os serviços contratados”, explicam os agentes.

Há seguros de viagem que oferecem assistência médica internacional, com atendimento em português, 24 horas por dia, ligações gratuitas de qualquer lugar do mundo e opção de atendimento em até 30 segundos. O turista que pesquisar, ainda consegue atendimento com equipe de brasileiros especialistas em saúde que mantêm contato com os médicos estrangeiros e ainda retornam ao cliente para saber como foi tratado e o que mais precisa – tudo isso estabelecido em contrato.

“Às vezes é importante um médico brasileiro informar ao colega no exterior sobre ocorrências comuns no Brasil que podem ser inesperadas em outros países”, explica Larissa. Além disso, alerta, é importante prestar atenção nos contratos de seguros para turistas idosos. Há seguradoras que garantem a mesma cobertura, sem restrição, mas muitas restringem a cobertura. Uma boa conversa com o agente de viagens pode render um seguro que cubra atendimento emergencial a doenças preexistentes e indenize o valor total da cobertura em caso de extravio de malas e não apenas pelo peso da bagagem.