NOSSOS LOCUTORES

equipe morada

São essas vozes que você acompanha todos os dias no seu rádio

Cesinha

Fernandinha

Fernanda Marsola

Descalvado - SP

Oi gente aqui é a Fernandinha! 

Comando a nave Morada desde 2006 e vejo a locução como uma oportunidade de explorar e exportar todos os dias emoções e muita criatividade, e claro, tudo isso para vocês,  a maior importância para a nossa profissão e para o rádio.

Um dia me perguntaram se tenho um sonho... E é claro que é ser rica né gente ?! (risos) Mas chegar todos os dias no estúdio e dar o play na programação já é me sentir realizada e pronta para novas conquistas.

Guilherme

Herslienn Henrique Guilherme

29 anos 

Avaré - Sp

Fala galera ! Aqui é o Gui, sou o responsável pela execução das blitz e flash's que a rádio organiza, e é claro, a locação faz parte da minha vida e do meu trabalho ! Bom, tenho 29 anos e vivo nesse mundo do rádio já faz 5 anos.

Entre os sonhos que tenho à se concretizar,  quero viajar, conhecer novos lugares, pessoas e culturas. E entre os já concretizados, fazer locução. Ser locutor é uma arte, interagir com músicas, notícias, e com os ouvintes, dessa forma torna tudo mais colorido, mais feliz. Levar a música, a voz... É como se fala nesta música do Criolo:

" As pessoas não são más, Elas só estão perdidas, Ainda há tempo "

O rádio é uma das soluções, e sem as pessoas, não existe locução, não existe rádio, não existe tempo...

Júlio César

Caius Julios César Domingos

54 Anos 

Sorocaba - SP

Hummm, sou o Júlio César, locutor da Morada, e vou falar um pouco da minha vida para vocês, ok? 

Trabalho com comunicação desde 1982, passando por algumas diferentes emissoras na minha cidade natal, e chegando em Araraquara em 1985, e em 2003, vim pra rádio que faz a festa com vocês.
A posição de locutor para mim é ser um intermediário entre produtores de conteúdo e público, um papel importante, um elo de ligação, que atesta o que o público deseja, além, de é claro, levar sempre alegria a todos. O ouvinte pra mim é o que aponta o que é sucesso, o que náo é, é o nosso têrmometro pra sabermos o que é tendência, o que funciona, é primodial para o veiculo se manter sempre atualizado com o que está em alta.

E quando me perguntam sobre um sonho, falo que meu maior desejo é ver todas as barreiras e preconceitos, de todas as formas, acabarem de vez em todo o nosso mundo.