agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Esporte
FALE COM A REDAÇÃO:

Guerreiras são campeãs da Libertadores Sub-16

Título continental foi conquistado com vitória nos pênaltis no Paraguai
Postado em: 19/06/2022 às 20:30
Autor: Carlos André de Souza
Guerreiras são campeãs da Libertadores Sub-16
Ferroviária sagrou-se campeã sul-americana invicta na categoria sub-16. Foto: Ferroviária

As meninas da equipe sub-16 da Ferroviária repetiram o feito do time adulto e acrescentaram a América do Sul para seu histórico de conquistas. Em jogo realizado neste domingo no Parque Guasu Metropolitano, em Assunção, no Paraguai, as Guerreirinhas Grenás superaram a Liga Vallecaucana da Colômbia por 4 a 3 nos pênaltis, após um empate por 1 a 1 no tempo normal, e levantaram a taça da Conmebol Fiesta Evolución Sub-16, considerada a Libertadores da categoria. 

Após impor pressão no início do jogo e acertar a trave aos 18 minutos com Rhaissa, a Ferroviária abriu o placar aos 36, quando Naty Vendito foi derrubada na área e Rhaissa converteu a cobrança do pênalti. O time araraquarense sofreu o empate logo aos 5 minutos da etapa complementar com Andrea Giraldo, que tocou na saída da goleira afeana Leilane. A Ferroviária criou boas chances, mas não conseguiu estufar a rde e o jogo terminou empatado.

Na decisão por pênaltis pênaltis, o time colombiano teve duas oportunidades de fechar o marcador, porém levou a virada. Para a Liga Vallecaucana, Quintero, Arboleda e Sules fizeram os gols, mas Obregon e Mosquera e Giraldo acertaram a trave. Pelas Guerreirinhas, Geovanna e Fernanda chegaram a desperdiçar suas cobranças, porém os gols de Grazy, Rhaissa, Aninha e Natália Vendito asseguraram o título.

Com o resultado, a Ferroviária volta para Araraquara com a  taça e uma campanha invicta. Nos jogos anteriors, a equipe venceu a Liga Vallecaucana (Colômbia) por 1 a 0, Deportivo Trópico (Bolívia) por 7 a 1, Deportivo Magallanes (Chile) por 8 a 0 e Sport Kuetuvy (Paraguai) por 8 a 0, antes de eliminar o Yaracuyanos da Venezuela por 2 a 0 na semifinal. Além da melhor campanha, a artilheira da competição é a atacante afeana Rhaissa, com nove gols marcados, seguida por Natalia Vendito, com seis.