agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Notícias
FALE COM A REDAÇÃO:

Poeira e fumaça encobrem o céu de Araraquara

Ventos fortes também causaram problemas em Rincão, Santa Lúcia e Américo Brasiliense
Postado em: 08/09/2021 às 11:54
Autor: Luís Antonio
Poeira e fumaça encobrem o céu de Araraquara
Araraquara coberta por poeira no final da manhã desta quarta-feira (8)

Atualizada as 16h

O céu de Araraquara foi tomado por uma camada de poeira e fumaça no final da manhã desta quarta-feira, dia 8. A situação foi sentida em toda a cidade, acrescida pela fuligem de queimadas. Há registros de grandes incêndios nas regiões de Matão, Jaboticabal e São Carlos, o que contribuiu para o agravamento da perda de qualidade do ar em toda a região.  

Mesmo no nível do solo a poluição tornou-se visível. Diversos internautas registradas fotos e vídeos da situação, que agrava problemas de saúde, especialmente àqueles relacionados às vias respiratórias, e a distribuição de água, já que aumenta o consumo na tentativa de limpar os imóveis e amenizar os impactos da poeira.

A previsão do tempo aponta que a quarta-feira será marcada por alta temperatura, com máxima de 37º. Para a quinta-feira, dia 9, estão previstos sol e aumento de nuvens de manhã, mas há possibilidades de pancadas de chuva à tarde e à noite.

Saúde

O tempo seco e a diminuição na frequência das chuvas faz com que a umidade relativa do ar fique baixa. As consequência para a saúde vai desde ardência e irritação nos olhos e garganta, tosse seca ou “cheia” e boca seca, podendo ser evoluir para casos mais graves em pessoas que já tenham alguma doença crônica, como asma, causando crises de tosse e o agravamento da doença.

Durante este período também é comum o aumento da circulação de vírus respiratórios que podem causar coriza, tosse e febre por tempo variável, tendo, em alguns casos, complicações como crises de chiado, pneumonias e, em situações extremas, insuficiência respiratória com necessidade de internação hospitalar.

De acordo com o coordenador do Ambulatório de Alergia em Otorrinolaringologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, João Mello, o ideal é que diariamente sejam tomados cuidados simples para não agravar problemas pulmonares e nasais.

“É importante que o ambiente esteja umidificado para que não haja o ressecamento das vias aéreas, e que o paciente ingira bastante líquido, a fim de ajudar o muco a funcionar corretamente. A segunda dica é evitar locais fechados porque isso facilita a contaminação de vírus, como gripes. E, aos pacientes que gostam de atividades físicas, indicamos que elas sejam realizadas antes das 9h e após às 17h”, afirma.

Confira alguns cuidados importantes indicados pela Secretaria de Estado da Saúde:

  • Ingerir bastante líquido (a não ser em caso de alguma restrição);
  • Não faça exercícios físicos ao ar livre entre as 10h e 17h quando a umidade do ar estiver baixa;
  • Deixe um recipiente com água ou um pano molhado no quarto antes de dormir;
  • Não use o umidificador elétrico por muitas horas seguidas. O ambiente pode ficar muito úmido e causar mofo e bolor;
  • Lave as narinas com soro fisiológico e/ou faça inalações com o mesmo produto;
  • Mantenha os ambientes arejados e livres de tabaco e poeira;
  • Evite frequentar lugares fechados em que haja grande concentração de pessoas ou procure ventilar ao máximo os ambientes fechados.