agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
  
agora, no ar:
...
...
Notícias
FALE COM A REDAÇÃO:

Falta de remédios de uso contínuo afeta pacientes com doenças graves

Clozapina, medicação utilizada para tratamento de pessoas com esquizofrenia, está em falta em toda a rede de atendimento no estado de SP
Postado em: 13/01/2022 às 18:16
Autor: Lucas Molinari
Falta de remédios de uso contínuo afeta pacientes com doenças graves
Imagem ilustrativa

Pacientes com doenças graves como esquizofrenia, epilepsia e leucemia, entre outras,  estão há pelo menos dois meses sem receber medicamentos pela farmácia pública do governo estadual, conhecida como Farmácia de Alto Custo, em todo o estado de São Paulo.

Em Araraquara, o cenário não é diferente. Alguns pacientes relatam dificuldades para terem acesso aos remédios. Dentre eles, a Clozapina, medicação usada para  tratamento de esquizofrenia. 

"Meu filho precisa do remédio Clozapina para tratamento de esquizofrenia. Peço ajuda, pois não tem nem previsão de chegada e ele não pode ficar sem. Vivo com um salário mínimo e não tenho condições de comprar" relata Maria Umbelino, mãe de um paciente que faz uso contínuo da medicação. 

Muitas pessoas também enfrentam o mesmo problema, os medicamentos são caros e, sem condições financeiras de adquiri-los devido ao alto custo, as famílias esperam obter apoio do poder público. 

Cada caixa pode custar em média R$ 300,00. Há pacientes que precisam de nove caixas por mês, o que daria um total de R$ 2.700,00. 

Com a falta desses remédios, pacientes podem perder todo o tratamento desenvolvido, apresentar pioras em seus quadros clínicos e desencadear crises.


SITUAÇÃO ATUAL

Foram enviados ofícios ao governo pedindo que sejam realizadas compras emergenciais a fim de que  providências sejam tomadas. Na tentativa imediata de resolver o caso, documentos já foram direcionados às secretarias de Governo, Casa Civil e Ministério da Saúde para que a compra das medicações seja feita. Estima-se que em breve o problema seja solucionado.