InícioNotíciasGeralCBF estuda ampliar ainda mais número de clubes na Série D do...

CBF estuda ampliar ainda mais número de clubes na Série D do Brasileiro

Nos últimos dias, a entidade já havia aumentado de 40 para 48 participantes

O número de integrantes no Campeonato Brasileiro da Série D ainda não está definido. Pressionada por algumas federações depois da última mudança, que beneficiou São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Ceará, Alagoas, Rio Grande do Norte e Pará, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) estuda aumentar para 58 o número de clubes que disputariam a Quarta Divisão Nacional.

Insatisfeitas com o privilégio dado aos outros estados, algumas federações pediram, pelo menos, mais uma vaga para cada uma, aumentando assim o número para 64 clubes. A CBF estuda atender, em partes, esses pedidos e ampliar para 58 integrantes. As conversas já estão em andamento e a expectativa é que o anúncio sobre essa nova mudança aconteça no início da próxima semana.

Apesar da entidade ainda não ter confirmado, apenas acenado com a possibilidade de uma nova alteração no número de integrantes, o presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Amadeu Rodrigues, revelou que o diretor de competições da CBF, Manoel Flores, garantiu para ele que os outros estados vão ganhar mais uma vaga cada um, assim como aconteceu com São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Ceará, Alagoas, Rio Grande do Norte e Pará.

Depois que for oficializada a nova mudança no número de integrantes, as federações devem se reunir e pedir para que a Série D seja realizada de forma regionalizada, para que os clubes não tenham tantos gastos com as viagens.

Na última terça-feira, a CBF anunciou, através de um comunicado oficial, que o número de integrantes da Série D iria aumentar de 40 para 48 e, as oito novas vagas, seriam distribuídas através do Ranking Nacional de Federações. “A CBF acredita que, com esta modificação, está estimulando o surgimento de novos talentos, garantindo emprego e renda para os que trabalham com o futebol e movimentando a torcida local, que poderá acompanhar seus times preferidos e vibrar com seus jogadores”, publicou o diretor de competições da CBF, Manoel Flores, através de um comunicado oficial.
 

 

Notícias relacionadas
- Anúncio -spot_img

Mais lidas