InícioNotíciasGeralCom presença da Ferroviária, Liga Feminina Sub-20 é lançada oficialmente

Com presença da Ferroviária, Liga Feminina Sub-20 é lançada oficialmente

Competição contará com a participação das Guerreiras Grenás

A I Liga Feminina de Futebol Sub-20 foi oficialmente lançada no último final de semana em São Paulo com presença de Daniela Alves, medalhista olímpica de prata pela Seleção Brasileira em Pequim-2008, representantes dos doze clubes participantes – Vasco da Gama (RJ), Coritiba (PR), Criciúma (SC), Aliança (GO), Caucaia (CE), Iranduba (AM), Juventus (CE), Duda/Canoas (RS), Foz Cataratas (PR), Adeco (SP), Ferroviária (SP) e São José (SP) – além do Secretário Nacional de Futebol, Sr. Rogerio Hamam, e representantes do Ministério dos Esportes e autoridades.
 
Na ocasião, a organização do evento, a cargo da Associação Cuebla, passou todas as informações pertinentes a competição aos representantes dos clubes. A primeira fase do torneio contará com jogos nas sedes de Fortaleza, São Paulo, Rio de Janeiro, Criciúma e Curitiba. Será a primeira vez na história do país que equipes das cinco regiões do país se enfrentam em um torneio de base voltado para o Futebol Feminino.
                                                                                         
“Esse é um momento muito importante, pois tudo começa na base”, comenta Daniela Alves. “Atualmente o foco está todo nos times principais, mas você precisa começar com as meninas mais novas. Tem que trabalhar as jogadoras para o futuro. Muitas delas nunca saíram de seus estados para jogar e quando chega o momento de uma partida importante, às vezes a atleta não rende o esperado. A bagagem e a experiência que se tem em um evento como esse ajuda muito lá na frente”, acrescenta Daniela, que tem em seu currículo, além das medalhas de prata nos Jogos Olímpicos de Atenas e Pequim, um vice-campeonato mundial em 2007, na China, e uma indicação para o prêmio de melhor jogadora do mundo.
 
Com grande procura por parte de clubes interessados em participar da I Liga Feminina de Futebol Sub-20, foi necessário criar um critério técnico transparente para a escolha e classificação das equipes, uma vez que não existiram competições nacionais prévias. Foram estabelecidos critérios técnicos semelhantes aos do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino sendo que o primeiro deles foi a participação das cinco regiões administrativas do país.
 
O Ministério do Esporte tem olhado com bastante cuidado para o Futebol Feminino, especialmente para as categorias de base. “Em 2016 completamos 20 anos da entrada do Futebol Feminino nas Olimpíadas e a gente precisava refletir um pouco sobre o motivo de não conseguirmos chegar ao lugar mais alto do pódio. Temos duas medalhas olímpicas e três em mundiais, mas faltava entender como preparar melhor os nossos talentos e uma reposta recorrente era a falta do apoio nas categorias de base”, explica Romeu Carvalho, Diretor do Departamento de Futebol Profissional do Ministério do Esporte.
 
“Com o apoio para a realização da I Liga Feminina de Futebol Sub-20, o Ministério do Esporte abre um campo para que os clubes que investem no alto rendimento no Futebol Feminino possam dar atenção a base e para que as atletas possam ter uma preparação mais adequada. Hoje temos meninas com idade para o sub-20 e até para jogar no sub-17 atuando diretamente no adulto, pois se criou uma lacuna. Em paralelo a isso, com o suporte do Ministério cria-se um mercado e uma consciência da necessidade de investirmos no sonho de centenas de jogadoras por todo Brasil que querem um futuro no futebol. Nossa missão é proporcionar a igualdade de oportunidade entre os gêneros e é uma obrigação nossa corrigir a falta de oportunidades de acesso digno das meninas em equipes de base com estrutura adequada ”, acrescenta Romeu Carvalho.
 
Formato da competição
 
A competição será realizada em quatro fases, sendo que na primeira fase os clubes serão divididos em três grupos com quatro equipes cada. As equipes se enfrentam em dois turnos e as duas melhores equipes, mais as duas melhores terceiras colocadas, avançam para a segunda fase, chamada de quadrangulares finais. Nessa etapa, os times serão divididos em dois grupos com quatro times cada e os dois melhores avançam para a semifinal. A partir daí serão jogos eliminatórias, com os dois vencedores disputando a final e os perdedores jogando 3º e 4º.
 
A primeira etapa da Liga Feminina de Futebol Sub-20 será realizada entre os dias 30 de março e 3 de abril com as equipes das Regiões Norte/Nordeste/Centro Oeste. Fortaleza sedia os jogos envolvendo Aliança, Iranduba, Caucaia e Juventus. Entre os dias 6 e 10 de abril, as equipes da Região Sul se enfrentam em Criciúma, com jogos entre a equipe da casa, Coritiba, Duda/Canoas e Foz Cataratas. Na semana seguinte, entre 13 e 17 de abril, as equipes da Região Sudeste, Vasco da Gama, Ferroviária, São José e Adeco, se enfrentam na capital paulista.
 
No mês de maio todos as equipes voltam a se encontrar ainda dentro dos próprios grupos para definir as oito equipes que avançam para os quadrangulares finais. A sede de Fortaleza permanece, enquanto as equipes da Região Sul jogam em Curitiba e as da Região Sudeste no Rio de Janeiro, a segunda etapa.

 

Notícias relacionadas
- Anúncio -spot_img

Mais lidas