InícioCidadesCidadeEmendas parlamentares devem custear shows na FACIRA

Emendas parlamentares devem custear shows na FACIRA

Menos de 2 meses para o evento, população aponta problemas na cidade diz que momento é inadequado para a realização da Feira em Araraquara

A participação do presidente da Morada do Sol e Eventos, Manoel de Araújo Sobrinho, no Jornal da Morada (AM/FM) desta quinta-feira, dia 6, defendendo a realização da FACIRA – Feira Agrocomercial e Industrial de Araraquara como espaço de lazer para a população, gerou reação negativa ao evento de forma imediata de dezenas de ouvintes do programa.

 

Após vários anos suspensa, a Feira retorna este ano entre os dias 17 e 22 de agosto, para comemorar os 200 anos de Araraquara, com 200 expositores e grandes shows, que serão custeados com dinheiro público, por meio de emendas parlamentares, que estão sendo aguardadas ansiosamente pelo prefeito Edinho Silva (PT). Apenas um show terá cobrança de ingresso.

 

Mas, um mês e onze dias para o início da FACIRA, a Prefeitura ainda não tem em seus cofres a verba liberada pelas emendas. E parece que, apesar do pouco tempo para o evento, também não convenceu boa parte dos moradores da importância da Feira para aquecer a economia local, como sempre defende o chefe do Executivo.

 

Nesta quinta, após o presidente da Morada do Sol e Eventos defender o evento como lazer para a população, muitos criticaram o empenho da Administração para “ressuscitar” a FACIRA neste momento de crise, apontando outras prioridades para os gestores públicos.

 

“Avisa ao Manoel [Araújo Sobrinho] que eu quero lazer, mas esperando uma cirurgia há seis meses para poder andar, não adianta fazer show algum. Como vou me divertir na FACIRA se estou esperando uma cirurgia pelo SUS há seis meses sem poder andar”, reclamou uma ouvinte pelo WhatsApp.

 

“A gente (os chamados menos favorecidos) se diverte também com nossos filhos podendo passear em praças limpas, seguras, iluminadas. A gente se diverte com feiras ao ar livre, com artesanato, com artistas simples da nossa região, com espetáculos utilizando os locais públicos como o Teatro de Arena, o Municipal. Nossos políticos não compartilham a nossa realidade”, enfatizou outra ouvinte.

 

Em conversa com a imprensa no início de junho, o prefeito Edinho disse que a FACIRA “é uma feira de entretimento e lazer” e, não necessariamente, uma feira de negócios.

 

Morada do Sol e Eventos

“Não podemos deixar apenas quem tem dinheiro se divertir em clubes e a população de baixar renda ficar nos bairros abandonada. O lazer não pode ser direito apenas de quem tem dinheiro para comprar ingresso. Vamos ter a melhora FACIRA dos últimos anos. Já acertamos uma emenda parlamentar para pagar os shows. Onde tiver dinheiro para fazer eventos vamos fazer”, ressaltou o presidente da Morada do Sol e Eventos, Manoel Araújo Sobrinho.

 

Chico

Notícias relacionadas

Mais lidas