InícioNotíciasGeralFuncionário público é preso por receptação em Araraquara

Funcionário público é preso por receptação em Araraquara

Homem de 52 anos escondia carga de lousas digitais no Gigantão. Produtos foram desviados da entrega

Foi detido na tarde desta quarta-feira (16), pela Guarda Municipal de Araraquara, o funcionário público Florisvaldo José de Oliveira, de 52 anos, acusado de crime de receptação qualificada.

Ele é acusado de manter escondida por cerca de vinte dias uma carga de lousas digitais avaliada em R$ 87.400. Encaminhado para a DIG – Delegacia de Investigações Gerais, ele foi preso em flagrante. Os produtos foram deixados no local pelo sobrinho do acusado, que foi contratado por uma transportadora de Ribeirão Preto para fazer o frete. Ele deveria levar os equipamentos de Cravinhos-SP para Manaus-AM – serviço pelo qual receberia R$ 11 mil, dos quais R$ 8 mil foram pagos antecipadamente.

A carga, no entanto, foi deixada para o parente, que como funcionário público trabalhava como responsável geral pelo Ginásio de Esportes Castelo Branco, o Gigantão. Desde então, as lousas foram mantidas no ginásio e foram apreendidas na tarde desta quarta-feira pela Guarda Municipal, que foi acionada pelo diretor comercial da transportadora. 

Veja a reportagem completa do Painel Paulista (TV Cultura Paulista).

Após o esquema ser descoberto, a Polícia Civil também apurou que o funcionário público é responsável por clonar cartões de crédito e falsificar documentos. No aparelho celular, foram encontrados 22 números de CPF, com os quais fabricaria documentos, segundo as investigações. Gravações, em um aplicativo de celular, revelam conversas entre o funcionário público e suspeitos de comprar documentos falsos.

Ele foi preso e e será a Cadeia Pública de São Carlos. O sobrinho ainda não foi localizado. Os equipamentos recuperados serão devolvidos aos proprietários. 

 

Notícias relacionadas
- Anúncio -spot_img

Mais lidas