InícioDestaque EsportesJogadora afeana recebe a premiação máxima do futebol brasileiro

Jogadora afeana recebe a premiação máxima do futebol brasileiro

Aline Gomes conquistou a Bola de Ouro, enquanto Luciana, Luana e Day Silva receberam a Bola de Prata ao serem eleitas as melhores atletas de suas posições

Nesta quinta-feira (7), atacante Aline Gomes, da Ferroviária, teve um dia para ficar na memória. Ela se tornou a jogadora mais jovem a receber a Bola de Ouro no Prêmio ESPN Bola de Prata Sportingbet, maior e mais tradicional premiação do futebol brasileiro. A atleta de apenas 18 anos levou para casa três premiações (também faturou de melhor atacante e revelação do ano no Brasil), façanha que coroa sua ascensão no futebol feminino brasileiro.

Aline Gomes colhe os frutos de mais uma temporada brilhante. Nascida em Tabatinga-SP, ela chegou à Ferroviária em 2020, após se destacar em uma seletiva. Em 2021, conquistou a Liga de Desenvolvimento Sub-16, que rendeu a vaga na Conmebol Fiesta Evolución Sub-16, considerada a Libertadores da categoria, conquistada pelas Guerreiras Grenás em 2022. No ano passado, ela foi um dos destaques no Campeonato Paulista Sub-20, inclusive com o gol marcado na final sobre o São Paulo. Em menos de um ano, a jogadora saltou da Seleção Sub-17 para a Seleção Sub-20 e em seguida para a Seleção Principal, onde foi uma das suplentes na Copa do Mundo deste ano na Austrália e Nova Zelândia.

Nesta temporada, Aline disputou 31 jogos e marcou 13 gols, com cinco assistências. Foi o destaque das Guerreiras Grenás na campanha quie resultou no vice-campeonato do Brasileirão Feminino, onde perdeu a final para o Corinthians. Pelo Brasileiro, ela foi titular em 16 dos 19 jogos e marcou 10 gols. A jogadora também colaborou com a conquista inédita da Copa Paulista para o time araraquarense.

Aline é a segunda jogadora revelada na Ferroviária a conquistar a Bola de Ouro. A primeira foi a araraquarense Bia Zaneratto, em 2021.

Outras premiações

Outras premiadas da Ferroviária foram Luciana, que recebeu a Bola de Prata de melhor goleira, além de Day Silva e Luana, eleitas as melhores zagueiras.

Arthur Elias, que atualmente assumiu a seleção brasileira feminina, também foi premiado como o melhor treinador do Brasileiro.

Também foram premiadas as jogadoras Kati (lateral-direita), Duda Sampaio (meia), Jheniffer (atacante), Yasmin (lateral-esquerda), Luana Bertolucci (volante), Vic Albuquerque (meia) e Brena (Santos). Amanda Gutierres (Palmeiras) levou a Bola de Prata como artilheira (14 gols) e Vanessinha (Cruzeiro) venceu a disputa do gol mais bonito da competição.

No masculino

O destaque da premiação masculina foi o uruguaio Luís Suárez, vencedor da Bola de Ouro, que também levou a Bola de Prata como melhor atacante. Com a Bola de Prata, a equipe que teve mais atletas premiados foi o Palmeiras, que se consagrou campeão brasileiro na noite desta quarta-feira (6).

O Verdão conquistou a Bola de Prata de melhor treinador para Abel Ferreira. Também foram premiados o jovem Endrick (revelação e gol mais bonito), o goleiro Weverton, Raphael Veiga (meia), Mayke (lateral-direito), Murilo (zagueiro) e Piquerez (lateral-esquerdo).

Outros jogadores que levaram a Bola de Prata foram: Adryelson (zagueiro do Botafogo), Villasanti (volante do Grêmio), Pulgar (volante do Flamengo), Arrascaeta (meia do Flamengo) e Hulk (atacante do Atletico-MG). Paulinho, do Atlético-MG, levou a Bola de Prata de artilheiro do Brasileirão, com 19 gols.

Bola de Ouro

A edição deste ano marca os 50 anos do troféu Bola de Ouro, destinado ao melhor jogador e melhor jogadora do Campeonato Brasileiro. O troféu foi criado em 1973, após três edições do Bola de Prata, evento que, na época, era promovido pela Revista Placar. Na primeira edição, houve um fato inusitado, que nunca mais se repetiu: o prêmio foi dividido entre dois jogadores: o goleiro argentino do Santos, Agustín Cejas, e o zagueiro uruguaio do Grêmio, Atílio Ancheta.

Ao longo dos anos, a iniciativa consagrou grandes craques e nomes do futebol brasileiro como Zico, que levou o prêmio em 1974 e em 1982 pelo Flamengo. Além dele, também ganharam duas Bolas de Ouro os jogadores Falcão (em 1978 e 1979), Toninho Cerezo (1977 e 1980), o goleiro Roberto Costa (1983 e 1984) e César Sampaio (1990 e 1993).

Outros grandes jogadores que já receberam o troféu foram Neymar (2011), Ronaldinho Gaúcho (2012) e Romário (2000). Desde 2021, o prêmio passou também a contemplar a competição feminina.

Foto: Cárila Covas/Ferroviária

Para receber notificações de notícias como esta, e não perder nossos conteúdos mais relevantes, faça parte da Comunidade no WhatsApp do Portal Morada – Araraquara e Região clicando aqui.

Leia mais notícias sobre Araraquara e Região em portalmorada.com.br

Notícias relacionadas
- Anúncio -spot_img

Mais lidas