InícioCidadesCidadeMotociclista de 46 anos é surpreendido por ladrão no sinal de pare

Motociclista de 46 anos é surpreendido por ladrão no sinal de pare

Criminoso montou na garupa da moto e obrigou a vítima a guiar até a rodovia SP-255

Uma situação perigosa e inusitada aconteceu com um motociclista de 46 anos, que trabalha com aplicativo de transporte de pessoas e objetos, em Araraquara-SP.

De acordo com informações prestadas pela vítima na delegacia nesta quinta-feira (14), ele teria recebido um pedido de corrida pelo aplicativo no Jardim Biagioni e, segundo o que aparecia na tela do celular, a corrida seria supostamente para uma mulher.

O motociclista se encaminhou para o local, porém, nem imaginava que no caminho seria surpreendido por um criminoso.

O homem relatou que ao passar por um cruzamento, precisou parar no sinal de pare da via e no mesmo instante, um indivíduo se aproximou rapidamente e pulou na garupa da moto. Usando um revólver de calibre 38, o criminoso obrigou o motociclista a pilotar a moto até as proximidades do Clube Náutico, na Rodovia SP-255.

Em dado momento, ele mandou o motociclista parar e sob a mira do revólver, o rapaz foi obrigado a entregar um cartão bancário, que pertencia a sua namorada. O criminoso pediu a senha, mas o motociclista disse que não sabia.

Diante da situação, o ladrão chegou a encostar um cigarro acesso na perna da vítima, que fez um furo em sua calça, mas não causou ferimentos. Na sequência, o indivíduo deu um chute no rapaz e disse para ele “pode andar aí, vai andando” (SIC).

O criminoso então fugiu com a moto do rapaz, sendo uma YAMAHA/Fazer YS250 ano 2007, na cor azul, com placa DXK-9A50, com sua mochila e uma pochete contendo os documentos da moto, R$ 40,00 em dinheiro, dois cartões bancários e o celular, que estava em um suporte no guidão.

Segundo o motociclista, o roubo aconteceu por volta de 12h00 de quarta-feira (13), porém, somente conseguiu chegar em sua residência somente às 21h00, mas não deu outros detalhes.

Como o fato aconteceu na rodovia e em local distante, ele foi questionado pela Polícia Civil sobre o motivo de não pedir ajuda, e ele respondeu que estava em choque e não tinha conhecimento dos telefones de familiares e amigos.

O caso foi registrado como roubo e os detalhes serão passados para a DIG (Delegacia de Investigações Gerais) para o prosseguimento das investigações.

Para receber notificações de notícias como esta, e não perder nossos conteúdos mais relevantes, faça parte da Comunidade no WhatsApp do Portal Morada – Araraquara e Região clicando aqui.

Leia mais notícias sobre Araraquara e Região em portalmorada.com.br

Notícias relacionadas
- Anúncio -spot_img

Mais lidas