InícioNotíciasGeralMuricy Ramalho não é mais técnico do São Paulo

Muricy Ramalho não é mais técnico do São Paulo

No início da tarde desta segunda-feira, técnico e membros da diretoria entraram em acordo e encerraram a terceira passagem do treinador pelo clube do Morumbi

São Paulo e Muricy Ramalho encerraram a terceira passagem do técnico pelo clube no início da tarde desta segunda-feira. Abalado pelos problemas de saúde e nos bastidores do Morumbi, o treinador entrou em acordo com a diretoria e não comandará mais o Tricolor nesta temporada. A informação foi confirmada pelo estafe do próprio comandante, que se despedirá do CT da Barra Funda nesta terça-feira.

A terceira passagem de Muricy pelo São Paulo, encerrada com os 2 a 0 para o Botafogo-SP no último domingo, teve pouco mais de um ano e meio de duração. Após a demissão em 2009, ele voltou ao clube em setembro de 2013 para salvar o time do rebaixamento e conseguiu cumprir a missão. Estreou contra a Ponte Preta no dia 12 de setembro e venceu por 1 a 0, no Morumbi. Mesmo com a salvação no Brasileirão, acabou eliminado na semifinal da Copa Sul-Americana para a própria Ponte Preta.

Em 2014, acumulou eliminações para pequenos. Caiu nas quartas de final do Paulistão para o Penapolense, nos pênaltis, e depois para o Bragantino, de maneira vexatória, também em casa na terceira fase da Copa do Brasil. No Brasilierão, teve seu melhor momento, já que terminou em segundo lugar e garantiu vaga na Libertadores. Pela Copa Sul-Americana, porém, outra eliminação em casa e nos pênaltis: para o Atlético Nacional (COL) na semifinal.

Em 2015, ostentou melhor campanha do Grupo 1 no Paulistão, mas não ganhou nenhum dos quatro clássicos que disputou na temporada (duas derrotas para o Corinthians, uma para o Palmeiras e empate contra o Santos) e nem sequer marcou gol contra os rivais. Na Libertadores, está em segundo do Grupo 2, mas com a mesma pontuação do San Lorenzo (ARG). Ainda joga contra Danubio (URU), dia 15 de abril no Uruguai, e dia 22 contra o Corinthians, no Morumbi.

Ausências por doença

De 2013 para cá, Muricy ficou fora do banco de reservas em cinco oportunidades. Em setembro do ano passado ficou internado por conta de uma arritmia cardíaca e não comandou o time contra Fluminense (derrota por 3 a 1 no Morumbi no Brasileirão), Huachipato (CHI) (vitória por 1 a 0 no Morumbi na Sul-Americana) e Grêmio (vitória por 1 a 0 na Arena no Brasileirão). Milton Cruz ficou no banco nessas partidas.

Com diverticulite, não viajou para Manaus no começo do ano para a disputa do Super Series contra Vasco e Flamengo. Lá, o Tricolor venceu por 2 a 1 o Cruz-Maltino e depois perdeu o título para o Flamengo por 1 a 0, dois dias depois. Milton Cruz novamente foi o técnico. Após a derrota de domingo para o Botafogo-SP, Muricy voltou a desabafar sobre o quanto está desgastado pelos problemas de saúde.

 

 

Redação

Notícias relacionadas

Mais lidas