InícioNotíciasGeralTécnico do Santos analisa vitória sobre a Ferroviária

Técnico do Santos analisa vitória sobre a Ferroviária

Dorival Júnior destacou dificuldades encontradas até seu time marcar o primeiro gol

O técnico araraquarense Dorival Júnior, atual técnico do Santos, destacou o futebol apresentado pela Ferroviária no primeiro tempo do jogo desta quinta-feira na Vila Belmiro, onde seu time acabou vencendo por 4 a 1 pela 13ª rodada do Paulistão. Na primeira etapa, a equipe araraquarense se mostrou melhor e abriu o placar com gol de Tiago Marques. Entretanto, após a volta para o segundo tempo, o Santos sominou as ações do jogo e concretizou a vitória.

“A Ferroviária estava tomando conta e perdíamos possibilidades. As nossas linhas estavam muito distantes. A linha recolhida e acabou sendo um complicador. Equipe muito bem treinada, de posse de bola. Fico feliz, porque vi duas equipes jogando. A Ferroviária fez o primeiro e talvez pudesse ter feito mais dois ou três gols. Mas o resultado foi importante, porque precisávamos do resultado e precisávamos jogar bem”, comentou o treinador.

No intervalo, Dorival sacou Alison e colocou Lucas Lima na partida. Os jogadores comentaram, após o jogo, que não só a entrada do meia, mas a bronca e as observações do técnico com vídeos foram fundamentais para o time encaixar e virar o duelo para 4 a 1. “Trabalho importante. Vem acontecendo há algum tempo. O Pirata, o Luquinhas e o Leonardo (funcionários do clube) nos entregam tudo mastigado, frisam alguns aspectos e, depois de tudo isso, é complementado com algumas observações. A partir dai, a gente tenta diminuir a margem de erro, que foi muito grande no primeiro tempo”, contou Dorival Júnior, reconhecendo a péssima atuação de sua equipe nos primeiros 45 minutos.

“Nós não conseguimos encontrar a marcação de uma equipe que joga semelhante a nossa, desde a saída de bola. Melhoramos o nosso posicionamento, nossa saída melhorou, começamos a jogar dentro do campo da Ferroviária”, analisou. “Começamos a tomar conta das segundas bolas, que foram todas do adversário no primeiro tempo. E, a partir do primeiro gol, a equipe começou a jogar com mais tranquilidade e os gols foram saindo”, resumiu o comandante santista.

 

Notícias relacionadas
- Anúncio -spot_img

Mais lidas