InícioNotíciasGeralTécnico do São Paulo destaca evolução do time na Libertadores

Técnico do São Paulo destaca evolução do time na Libertadores

Classificado, Bauza acredita que as pessoas não esperavam o resultado do jogo

 

 

(Foto: Divulgação saupaulofc.net)

Classificado para a semifinal da Libertadores, o técnico Bauza acredita que alguns desacreditaram na força do elenco são-paulino e ressalta evolução durante a competição. Por 2 a 1, o Atlético Mineiro venceu o São Paulo, na última partida das quartas do torneio. Mesmo com a derrota, o gol fora de casa garantiu o time da capital paulista na semifinal.

Sobre o time, Bauza não descarta elogios quanto à organização do elenco na partida. “O mais importante foi a ordem que a equipe conseguiu manter. Começamos muito mal, sabíamos que o Atlético iria pressionar com muita intensidade, tomamos os dois gols. A equipe demorou 15 minutos para se encontrar em campo. O Atlético nos obrigou a marcar com todo mundo. Mas a ordem em campo foi fundamental”, disse.

O comandante ainda recorda do São Paulo que estreou contra o The Strongest-BOL. “Essa equipe não tem nada a ver com a equipe que perdeu (por 1 a 0 em casa) para o The Strongest. São quatro meses de muito trabalho, muita dedicação, e um desejo dos atletas de chegarmos aqui. Tivemos um começo que não foi bom, mas, ao longo das semanas, os jogadores foram interpretando minhas ideias. Hoje estou convencido do que estamos fazendo. Vamos jogar semifinal de Libertadores, é muito difícil chegar. É mérito de nosso trabalho e dos atletas”, afirmou.

Bauza também ressalta que o ataque é essencial em uma competição como esta. “Na Libertadores é importante fazer gols como visitante, é uma arma muito importante. Quando cheguei para trabalhar no São Paulo, um dos problemas era a bola parada. A favor e contra, era grave. Hoje é uma arma importantíssima para nós. Não sofremos tantos gols, e fizemos muitos. Isso é fruto do trabalho”, destacou.

Quanto à evolução, El Patón acredita que os quatro meses foram tempo suficiente para o crescimento da equipe. “Hoje ela defende melhor do que quando começamos. Eu quero uma equipe efetiva, que ataque e defenda quando precisar. Estamos bem contente. Estamos entre os quatro melhores da América e são pouquíssimos que imaginavam isso”, ressaltou.

Tendo o Rosario Central-ARG ou Atletico Nacional-COL como adversário para a semi da Libertadores, o São Paulo entrará em campo contra o Internacional, pela segunda rodada do Brasileirão no próximo domingo (22), às 16h.

 

Redação

Notícias relacionadas

Mais lidas