InícioNotíciasGeral'Heróis' da conquista do Flamengo explicam emoção do título da Copinha

‘Heróis’ da conquista do Flamengo explicam emoção do título da Copinha

O Flamengo foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior ao derrotar o Corinthians nos pênaltis, na manhã desta segunda-feira (25). O Corinthians levou uma vantagem de dois gols para o intervalo, mas na segunda etapa os cariocas empataram o placar e na decisão de penalidades máximas, o goleiro Thiago foi o herói flamenguista na conquista do título. Assim como seu companheiro de time, Patrick saiu do banco e foi o autor do gol do título.

Thiago, goleiro do Flamengo, falou da confiança do time após buscar o empate e levar a decisão para os pênaltis. “Nossa confiança era muito grande, pois saímos perdendo de 2 a 0 e ao empatar nos deu muita moral e naturalmente abalou um pouco o Corinthians. Sem dúvida, fomos muito confiantes para a disputa de pênaltis”, afirmou.

Após ver uma cobrança ir para fora e defender outra, Thiago teve em seus pés a chance de fazer o gol do título, pois era o último a bater na série. “Perdi, faz parte. Mas quando perdi sabia que iria ter outras cobranças. Treino bastante, mas a escolha foi do Zé Ricardo (técnico) e jogador de clube grande não pode fugir da responsabilidade nos momentos difíceis”, explicou ele que defendeu a cobrança subsequente da sua.

Após a conquista do título, Thiago, visivelmente emocionado, falou da conquista do título. “Só olhar a festa da torcida. Ganhar do Corinthians no Pacaembu não tem explicação. Não temos a total dimensão de ser campeão da Copa São Paulo. Quando chegarmos ao Rio de Janeiro vamos ter a real dimensão dessa conquista”, comemorou.

O herói inesperado

Patrick saiu do banco de reservas aos 27 minutos da segunda etapa e viu, do meio-campo, o empate na série normal de pênaltis. Após Claudinho errar, ele foi o encarregado de ficar frente a frente com o goleiro Filipe, do Corinthians. O jogador não sentiu a pressão e balançou o barbante, garantindo o título para os cariocas.

O atacante falou da sensação de ter feito o gol que decretou o título. “Uma felicidade inexplicável, pois treinamos todos os dias e conseguimos a glória. Nosso time é muito aguerrido e está de parabéns”, explicou.

Dono da camisa 17, Patrick sabe a importância que o elenco teve para a conquista. “Nós, que viemos do banco, temos a sensação que sempre vamos contribuir de alguma forma e, dentro de campo, conseguimos demonstrar isso. O elenco é o principal destaque, pois sem isso não existe time campeão”, concluiu.

 

 

Notícias relacionadas
- Anúncio -spot_img

Mais lidas