InícioDestaque EsportesJogador do Botafogo de Ribeirão Preto vence o Prêmio Puskas

Jogador do Botafogo de Ribeirão Preto vence o Prêmio Puskas

Na mesma cerimônia, que teve homenagem a brasileiros, Lionel Messi foi eleito o melhor jogador do mundo pela 8ª vez

O jogador Guilherme Madruga conquistou o Prêmio Puskás, pelo gol mais bonito da última temporada. A premiação ocorreu nesta segunda-feira (15), em cerimônia do Prêmio The Best, promovida pela Fifa e realizada em Londres.

Com a camisa do Botafogo de Ribeirão Preto, o volante marcou o gol premiado em maio, contra o Novorizontino pelo Campeonato Brasileiro da Série D. Na ocasião, ele ganhou disputa pela bola e, de fora da área, acertou uma bela bicicleta para encobrir o goleiro e marcar um golaço (clique aqui para ver o gol).

Em seu discurso, o jogador mencionou sua família. “Pai, não vão mais chamar o senhor de louco. Realmente estou virando um jogador profissional. E mãe, toda vez que a senhora chorava escondida quando eu estava longe, valeu a pena”, afirmou.

Também no prêmio Puskas, a atacante araraquarense Bia Zaneratto chegou a ser indicada com o terceiro gol marcado na partida entre Brasil e Panamá na Copa do Mundo feminina, mas não conseguiu ficar entre os três finalistas. Assim, os concorrentes do brasileiro foram o paraguaio Julio Encisco e o português Nuno Santos.

Guilherme Madruga se junta a Neymar, em 2011, e Wendell Lira, em 2015, como únicos brasileiros a conquistar esse prêmio. Nesta segunda-feira, Madruga também foi anunciado como reforço do Cuiabá.

Outras premiações

Lionel Messi, mais uma vez, foi o destaque da premiação. Pela oitava vez, o craque argentino foi eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa. O camisa 10 do Inter Miami superou o favorito Haaland, do Manchester City, e Mbappé, do PSG.

Entre os brasileiros, Vinícius Júnior recebeu novo prêmio de referência da Seleção Brasileira na luta contra o racismo em 2023. O jogador não pôde estar presente, pela viagem da Arábia Saudita à Europa, mas foi representado por Roberto Carlos, Júlio César, Roque Júnior, Ronaldo, Beletti e Cafu.

Ederson, brasileiro do Manchester City, foi eleito o melhor goleiro do mundo. Zagallo, que faleceu no dia 6 de janeiro, foi lembrado na cerimônia, e homenageado por Ronaldo. Quem também representou o Brasil na solenidade foi a Marta, jogadora mais premiada na história da Fifa. Com seis prêmios de melhor do mundo entre 2006 e 2018, a camisa 10 do Brasil vai dar nome a um novo prêmio criado pela Fifa, para a autora do gol mais bonito do mundo no futebol feminino a partir de 2024.

Para receber notificações de notícias como esta, e não perder nossos conteúdos mais relevantes, faça parte da Comunidade no WhatsApp do Portal Morada – Araraquara e Região clicando aqui.

Leia mais notícias sobre Araraquara e Região em portalmorada.com.br

Notícias relacionadas
- Anúncio -spot_img

Mais lidas