InícioNotíciasGeralTocha Olímpica chega ao Brasil nesta terça-feira

Tocha Olímpica chega ao Brasil nesta terça-feira

No início do revezamento em Brasília, tocha será conduzida a pé, de bicicleta e por rapel

A chama Olímpica dos Jogos Rio 2016 chega ao Brasil nesta terça-feira, dia 3, para uma jornada de 95 dias e que terá o Distrito Federal como ponto de partida do revezamento. O avião da LATAM trazendo a lanterna acesa em Atenas, na Grécia, pousa no Aeroporto Internacional de Brasília, às 6h40, vindo da Suíça, onde a chama fez uma escala no Museu Olímpico e na ONU. Às 9h, chega ao Palácio do Planalto para alimentar a primeira tocha Olímpica e começar a viagem.

O percurso começa às 10h e somará mais de 118 quilômetros de distância, dos quais 37 serão traçados por 141 condutores. A rota inclui cinco regiões administrativas e diversos pontos turísticos, como o Palácio Itamaraty, o Senado Federal, a Câmara dos Deputados, a Catedral Metropolitana e a Igrejinha na Asa Sul. O símbolo Olímpico vai explorar ruas e atrações de Brasília – incluindo trajetos percorridos por bicicleta, rapel e nado.

A tocha sairá do Palácio do Planalto pelas mãos da jogadora de vôlei Fabiana Claudino, bicampeã olímpica (2008 e 2012) em direção à Catedral Metropolitana. Nesse trecho, serão nove condutores. Dentro da catedral, a jogadora de vôlei Paula Pequeno passará a tocha para o ex-maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima.

Aventureira, a tocha Olímpica descerá de rapel a Ponte JK pelas mãos do condutor Manoel Costa, policial militar do Distrito Federal, que a passa para o velejador Felipe Rondina. Ele vai de lancha até o Clube do Exército. De lá, a tocha segue em canoa havaiana em direção ao Pontão do Lago Sul, com o canoísta Rubens Pompeu.

Pelos céus, a bordo de um helicóptero do Exército, a tocha Olímpica novamente usa o rapel. Desta vez, para chegar ao centro do gramado do estádio Mané Garrincha, onde o condutor Haudson Alves entrega a chama para o zagueiro de futebol Lucio. O campeão da Copa do Mundo pela Seleção Brasileira em 2002 dará uma volta ao redor do campo. No Memorial JK e no Memorial dos Povos Indígenas, a tocha será conduzida pelo índio Kamukaiká Yawalapíti, que fará o percurso no interior do Memorial.

O Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016 termina na Esplanada dos Ministérios, com acendimento da pira pela ex-jogadora de vôlei Leila Barros, medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Sydney 2000. Em seguida, a celebração do dia, com show de Diogo Nogueira e Daniela Mercury.

 

 

Redação

Notícias relacionadas

Mais lidas